O gerente de varejo é uma peça fundamental para o sucesso da empresa e para a satisfação dos clientes, contudo há alguns erros recorrentes que devem ser eliminados. Veja no artigo!

Toda empresa precisa saber vender adequadamente aos clientes, garantindo uma boa experiência de compra e a solidez do estabelecimento em geral. Para tanto, deve-se contar como um gerente de varejo eficiente e eficaz, que lidere a sua equipe adequadamente.

Nesse sentido, ignorar o cliente, superproteger os funcionários ou deixar de investir em melhorias são equívocos gravíssimos. Confira esses e outros erros ao longo do conteúdo!

1. Confiar demais na intuição

Confiar demasiadamente na intuição (ou feeling, se preferir chamar) não é indicado, especialmente para o gerente de varejo.

É certo que muitas decisões dependem de análises consistentes do que acontece no dia a dia. Para tanto, além de um bom sistema de gestão, é crucial acompanhar os indicadores-chave de desempenho (ou KPIs, como também são conhecidos).

2. Ignorar os clientes

Segundo pesquisa realizada pela Exame, 86% dos clientes migraram para a concorrência por conta do mal atendimento. Pelo mesmo motivo, as empresas brasileiras perderam US$ 217 bilhões em 2015. Ignorar o cliente não é uma boa escolha, aliás, é o caminho mais rápido para o insucesso.

Por essa razão, o gerente de varejo deve saber ouvir os consumidores, entender o que acham da empresa, do atendimento e dos produtos comercializados. Assim, é possível iniciar um processo de melhoria, garantindo o aumento da satisfação e lealdade dos clientes.

Aprenda a medir e melhorar
o Desempenho de sua Equipe

ebook

cta_baixe_ebook_gratis_azul

3. Deixar de estar presente

O papel do líder é estratégico: conduzir sua equipe ao alcance dos melhores resultados. O problema é que alguns não sabem equilibrar as atividades estratégicas e burocráticas, então acabam se sobrecarregando de protocolos e deixando sua equipe de lado.

Nesse caso, é preciso saber gerenciar o tempo, distinguindo as tarefas mais e menos importantes.

4. Deixar de dar feedback

O feedback é um poderoso aliado, capaz de eliminar comportamentos indesejados ou estimular aqueles apreciados pela empresa. Contudo, há muitos gestores que deixam o assunto de lado, outro grande equívoco. É preciso dar feedbacks periódicos aos profissionais.

A falta de feedback faz com que os vendedores não enxerguem seus próprios erros e acertos, impedindo-os de evoluir. Também demonstra indiferença com a equipe, o que reflete na insatisfação e em outros problemas de produtividade.

Aprenda a medir e melhorar
o Desempenho de sua Equipe

ebook

cta_baixe_ebook_gratis_azul

5. Estabelecer metas inadequadas

Boas metas indicam o caminho a ser seguido por todo o time de vendas, aumentando as chances de alcançar os objetivos de longo prazo e prosperar a empresa.

Contudo, elas devem ser desenvolvidas de forma adequada, seguindo o padrão SMART. Boas metas são: específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e temporais.

6. Dar ordens em excesso

O gerente deve saber liderar uma equipe, e não apenas chefiá-la — a diferença é muito grande. Chefes costumam dar ordens em excesso, o que desgasta as relações interpessoais e influencia negativamente no clima de trabalho. O líder, por outro lado, exerce autoridade por meio da influência e do exemplo, motivando seus liderados à ação.

Veja, agora você está por dentro do assunto! Para ter um bom gerente de varejo na empresa é preciso, primeiro, estruturar um processo de recrutamento e seleção eficaz. Também é preciso estar próximo, oferecendo feedbacks e mantendo-o treinado. Todas essas atividades podem ser otimizadas com a ajuda da tecnologia.

Gostou do conteúdo? Aproveite para entrar em contato conosco e conhecer a solução que separamos especialmente para você!