Soft Skills – Como Desenvolver e Mensurar

2019-05-14T09:54:34-02:0012 novembro, 2018|Gestão de Pessoas|

 

As soft skills são um conjunto de habilidades relacionadas à inteligência emocional, capacidade de compreensão e do trabalho com outras pessoas.

Essas habilidades impactam no ambiente corporativo e geram maior capacidade produtiva de uma equipe, à medida que podem afetar o ambiente corporativo de maneira positiva, agregando valor à empresa para além do conhecimento técnico exigido para se exercer determinado cargo.

Esse conjunto de habilidades não contrapõem o conhecimento técnico específico para que as funções de determinada área sejam realizadas. O conhecimento, que pode ser denominado competências técnicas ou hard skills deve ser aliado às soft skills para a formação completa de um profissional dentro do ambiente de trabalho. É importante salientar que as hard skills não são mais ou menos importantes que as soft skills ou vice-versa, o desenvolvimento de ambas é igualmente importante

As soft skills estão em tendência no mercado de trabalho, pois, a modernização e o desenvolvimento das organizações está diretamente correlacionada com a necessidade de profissionais que integrem conhecimento técnico e capacidade de empatia, cooperação e resiliência emocional na resolução de problemas.

Dados e Produtividade entenda essa relação
tão importante para a empresa

cta_baixe_ebook_gratis_azul

O primeiro passo no desenvolvimento de soft skills deve estar focado na incorporação das mesmas dentro da cultura organizacional. A valorização da união, a capacidade do diálogo e da reflexão a respeito do trabalho em equipe e a abertura à empatia devem fazer parte de uma composição da cultura organizacional que sustenta e proporciona o desenvolvimento de soft skills nos profissionais.

Essa incorporação pode ser realizada a partir de palestras, treinamentos e workshops que evidenciem a importância de itens como:

  • Inteligência Emocional
  • Comunicação
  • Flexibilidade
  • Liderança
  • Motivação

O segundo passo, igualmente desafiador, está na mensuração e acompanhamento das soft skills. Embora se trate de traços da personalidade, a sua mensuração é possível, desde que feita de maneira contínua e contextualizada de acordo com as características de cada profissional.

A constante troca de feedbacks contribui para que o colaborador consiga perceber quais são seus pontos fortes e a serem desenvolvidos. Com um gestor fazendo avaliação na rotina de trabalho e detectando em quais situações o colaborador tem um melhor desempenho, dessa maneira será mais fácil trabalhar as soft skills. A ferramenta de feedback continuo pode ser um grande facilitador nesse processo.