Já ouviu falar em gestão estratégica de remuneração? Saiba como é feita

2020-02-12T11:20:46-03:006 fevereiro, 2020|Gestão de Remuneração|

Já ouviu falar em gestão estratégica de remuneração? Saiba como é feita.

As organizações são constituídas por pessoas com diferentes interesses e se torna estratégico alinhar esses interesses individuais com os organizacionais, resultando no sucesso e crescimento de todos os envolvidos. A remuneração de pessoas representa um importante papel nas organizações ao pagar incentivos ao colaborador que conseguir alinhar seu desempenho ao que a empresa espera dele.

Essa remuneração pode se tornar uma grande aliada da empresa na obtenção de resultados estratégicos, criando um diferencial competitivo. As pessoas procuram emprego em empresas que possuem uma gestão bem estruturada e atrativa de remuneração, visando crescimento e satisfação das suas necessidades pessoais e profissionais.

Quer entender mais como funciona uma gestão estratégica de remuneração? Continue a leitura e veja como essa gestão pode ser vantajosa para seus negócios!

O que é gestão estratégica de remuneração?

Primeiramente vamos entender o conceito de remuneração. Remuneração é uma forma de a organização investir em recompensas para as pessoas em troca de receber contribuições para alcançar seus objetivos. Em outras palavras, é o conjunto de vantagens atribuídas ao colaborador pelos serviços prestados.

Não podemos confundir remuneração com salário. Este representa o valor fixo pago pela organização com base no que foi definido entre as partes no contrato de trabalho. Salário é apenas um dos elementos que compõem a remuneração. Já a remuneração é tudo aquilo oferecido ao colaborador além do seu salário contratual.

Podemos citar como remuneração as horas extras, benefícios corporativos, participação acionária, participação nos lucros, adicionais noturnos, adicionais de periculosidade ou insalubridade, premiações, gratificações, bonificações, comissões, gorjetas, dentre outas.

A gestão estratégica de remuneração é entendida como uma combinação equilibrada de diversas maneiras de remuneração, com o objetivo de alinhar a remuneração à estratégia da organização. Desta forma é possível vincular o resultado da empresa ao recebimento de determinados valores ou benefícios pelos colaboradores.

Essa gestão não se trata apenas de uma remuneração variável que é atribuída aos melhores talentos. Mas para aqueles que se preocupam e mais contribuem para o crescimento da empresa e para a realização dos objetivos organizacionais.

Como é feita a gestão de remuneração?

Para fazer uma boa gestão de remuneração, é preciso estabelecer uma política justa e competitiva com base nos fatores internos comparados a valores de mercado e elaborar normas que assegurem um tratamento igualitário. Veja as principais etapas para realizar a gestão de remuneração de forma estratégica e eficaz:

         1) Planejamento e Organização

Nesse primeiro momento é importante fazer o levantamento de todos os dados referente à organização, gestão, políticas internas, estratégias, objetivos, práticas dos concorrentes, ou seja, tudo que envolva a remuneração e relacionamento com os colaboradores. Por meio destas informações fica expresso a cultura organizacional e como relacioná-la com uma remuneração estratégica. Nessa fase, também, se define as responsabilidades de cada integrante no projeto.

         2) Comunicação

A construção de uma política de remuneração deve ser informada a todos os membros da empresa, bem como sua metodologia e objetivos. Assim é possível buscar o comprometimento da equipe, estabelecer uma comunicação transparente entre os colaboradores e evitar a famosa “conversinha de corredor”.

ebook remuneraçãoPowered by Rock Convert

        3) Descrição e Avaliação dos cargos

Nessa etapa, é feita as entrevistas com os colaboradores para identificar as funções e tarefas de cada cargo. É a descrição do que o cargo faz, como faz e para que faz, a escolaridade exigida, as experiências, competências e habilidades exigidas para desempenhar determinadas atividades. Os softwares são grandes aliados nas avaliações. Eles possuem metodologias para padronizar o processo de avaliação e atribuição de pontos aos cargos, emitem relatórios comparativos e, ainda, possibilitam ajustes dos pesos entre os diferentes cargos.

         4) Pesquisa salarial

A pesquisa salarial é um estudo dos salários praticados no mercado de trabalho em que atua. Por meio das informações obtidas a empresa consegue tomar decisões e, sobretudo, ter conhecimento de seu posicionamento salarial em relação ao mercado e definir estratégias para atrair e manter profissionais qualificados.

         5) Política de Remuneração

É nessa fase que se constrói a politica de remuneração, calcula os valores das faixas salariais para cada cargo, definem as políticas de crescimento profissional, bônus, PLR, gratificações, comissões, entre outros. Há empresas que oferecem benefícios não financeiros, como cursos de aperfeiçoamento, folgas e day off no dia do aniversário.

         6) Divulgação

Por fim, é de extrema importância a divulgação dessa política de remuneração. Todos os colaboradores precisam ter conhecimento de quais são os ganho e benefícios que terão com o atingimento das metas e um bom trabalho realizado.

Vantagens de se adotar uma gestão estratégica de remuneração

Para a organização, os benefícios de se ter uma gestão estratégica de remuneração já começa pela atração e retenção de talentos. Diante o mercado de trabalho, a empresa tem uma imagem positiva por oferecer uma boa recompensa financeira aos seus colaboradores. Sendo assim, isso atrai mais profissionais dispostos a dedicar-se ao alcance das metas e melhores resultados.

A empresa proporciona um ambiente impulsionador de trabalho, onde a equipe se sente mais motivada a continuar em seu emprego atual, reduzindo a sua taxa de turnover. Há um aumento na produtividade e qualidade do trabalho visto que, a remuneração que será paga ao final do mês será diretamente proporcional ao esforço e dedicação.

Uma gestão de remuneração auxilia no controle de custos laborais, promove o desenvolvimento dos colaboradores, contribui para o alcance dos objetivos organizacionais, reforça a imagem corporativa e, principalmente, proporciona a certeza que, se fizer aquilo que lhe compete, os ganhos serão satisfatórios para todos.

O sucesso na implementação de um programa de remuneração estratégica pode trazer bons resultados para a organização e para a sua equipe. Sem uma tecnologia específica para tudo isso, o processo se torna muito mais difícil e muito mais demorado. Por isso que a Plataforma SER é recomendada para implantar a estratégia de remuneração para toda a sua estrutura organizacional, reduzindo riscos de disparidades e discrepâncias.

Você já pensou que essa também pode ser uma solução para o seu negócio? Entre em contato com nossos especialistas e conheça a plataforma SER.

Deixar Um Comentário