Afinal, é possível reduzir a curva de aprendizagem de novos colaboradores?

2020-03-23T10:12:19-03:0023 março, 2020|Talent Management|

Reduzir a curva de aprendizagem melhora a adaptação do novo colaborador e potencializa a sua produtividade. Descubra como fazer isso!

Quando um novo colaborador chega à empresa, precisa aprender a realizar as atividades que são delegadas e a se comportar no ambiente de trabalho. Isso vale tanto para profissionais iniciantes quanto para aqueles que já têm experiência. Afinal, cada organização apresenta uma dinâmica própria.

Para isso, são ministrados treinamentos e capacitações, bem como mentorias para garantir que o novo colaborador aprenda a realizar as suas atividades. O tempo que ele demora para atingir o ápice da sua produtividade dentro do negócio está diretamente ligado à chamada curva de aprendizagem.

Você sabe o que é a curva de aprendizagem, como reduzi-la e qual a importância disso? Leia o artigo agora mesmo e descubra as respostas para essas dúvidas!

Afinal, o que é curva de aprendizagem?

A curva de aprendizagem é um gráfico que representa o tempo que uma pessoa leva para adquirir determinada competência.

Para entender melhor esse conceito, imagine um profissional de TI que trabalha criando softwares para computadores. Ao entrar em uma empresa, ele percebe que precisa aprender uma linguagem de programação nova, necessária para o desenvolvimento de aplicativos de celulares. Ele fará uma série de cursos e treinamentos para adquirir essa competência e levará um tempo até ser capaz de realizar a nova atividade.

Essa relação entre o período de estudo e a aquisição da nova habilidade é o que forma a curva de aprendizagem. A partir do momento em que ela atinge o seu ápice, dificilmente retornará aos níveis anteriores, o que significa que o profissional efetivamente adquiriu uma nova competência.

Por que é importante reduzir a curva de aprendizagem?

Mesmo os profissionais mais experientes precisam aprender coisas sempre que começam a trabalhar em uma nova empresa. Esse aprendizado pode vir por meio de capacitações, treinamentos, mentorias e muita prática dentro do ambiente de trabalho.

Mas se todos os profissionais precisam passar por esse processo, qual é a importância de reduzir a curva de aprendizagem? Quanto menor ela for, mais cedo os colaboradores atingem o auge da produtividade. Isso significa que eles adquirem as habilidades necessárias rapidamente, sendo capazes de gerar resultados de excelência em menos tempo.

Isso traz uma série de benefícios para a sua empresa:

  • aumenta a produtividade dos seus colaboradores;
  • melhora a adaptação do novo profissional à cultura da empresa;
  • permite que o novo colaborador atinja seu auge de produtividade mais rápido;
  • diminui o impacto na equipe devido à falta de um profissional;
  • reduz a sobrecarga do time que precisa auxiliar o novo colaborador em suas atividades.

Como reduzir a curva de aprendizagem de novos colaboradores?

Agora que você já sabe o que é curva de aprendizagem e a importância de reduzi-la, é hora de entender como fazer isso. Confira as nossas dicas de ouro para potencializar o aprendizado do novo colaborador.

npsPowered by Rock Convert

Mapeie as competências dos funcionários

O primeiro passo é entender quais são as principais potencialidades e limitações do colaborador, de forma a conhecer os pontos que devem ser trabalhados. Portanto, comece o processo mapeando as competências de todo novo profissional que entrar na empresa.

Também é importante que você entenda quais são as competências que cada cargo exige. A partir disso, será capaz de cruzar informações sobre as habilidades que o profissional já tem e as que serão exigidas dele para criar uma estratégia eficiente de aprendizagem.

Crie um programa de treinamento individualizado

Cada profissional é único, ou seja, tem uma combinação de habilidades, competências e experiências anteriores totalmente diferente quando comparado a seus colegas. Portanto, por que o preparo para atuar deveria ser igual?

A solução é utilizar o mapeamento de competências para criar um programa de treinamento e capacitação individualizado para cada novo colaborador. Dessa forma, você garante que estará focando no que realmente importa e agrega valor ao trabalho que o profissional vai realizar dentro da empresa.

Invista na gamificação

O conceito de gamificação ganha cada vez mais espaço no mundo corporativo. Ele se refere à utilização de jogos para a capacitação do time ou monitoramento de resultados. Dessa forma, os treinamentos se tornam mais divertidos e motivadores, o que potencializa a aprendizagem do colaborador.

Portanto, se quiser reduzir a curva de aprendizagem, invista na gamificação. Você pode, inclusive, combinar diversos treinamentos em forma de trilhas de conhecimento, com desafios diários para o profissional recém-chegado.

Tenha um onboarding bem estruturado

Não são apenas as competências técnicas que devem ser trabalhadas para reduzir a curva de aprendizagem. O novo profissional também precisa desenvolver comportamentos adequados à cultura da empresa e entender tudo sobre a organização da qual fará parte.

É aí que entra o programa de onboarding como grande aliado. Esse processo ajuda na adaptação do novo colaborador e inclui questões relacionadas à cultura e competências comportamentais esperadas de um funcionário. Também pode ter formatos variados, portanto, vale entender as principais necessidades e dificuldades da sua empresa para definir o modelo ideal para o seu negócio.

Considere a mentoria como uma solução

Por fim, outra estratégia que pode ser uma grande aliada na redução da curva de aprendizagem é a mentoria. Ela consiste em um processo no qual um colaborador mais antigo serve como guia e suporte para o profissional que acabou de chegar.

Ou seja, ele será uma referência para tirar dúvidas do novo colaborador em relação ao funcionamento da empresa ou da rotina de trabalho. Também ajudará a operar os softwares utilizados e explicará a dinâmica de funcionamento do negócio.

Outro benefício dessa metodologia é a melhoria do relacionamento interpessoal entre o novo colaborador e os profissionais que já faziam parte da empresa, uma vez que ela abre portas para uma aproximação do time.

Portanto, como você pôde perceber, reduzir a curva de aprendizagem de novos colaboradores pode trazer uma série de benefícios, tanto para o profissional que acabou de chegar quanto para a empresa. Com as nossas dicas, você está pronto para fazer isso de forma eficiente e aproveitar todas as vantagens a partir de agora.

Ficou com alguma dúvida? Utiliza uma estratégia diferente na sua empresa? Aproveite o espaço abaixo para deixar um comentário!

Deixar Um Comentário