Conheça os maiores erros da atração e retenção de talentos

2020-04-06T14:31:18-03:0015 fevereiro, 2017|Talent Management|

Atração e retenção de talentos para as empresas sempre foi uma das maiores preocupações que permeiam os setores de RH. Tratar desse assunto de maneira errada acarreta prejuízos que podem ser percebidos em longo prazo, como a desmotivação, o absenteísmo e até o temido turnover.

Sabendo disso, no artigo de hoje, vamos trazer ao seu conhecimento quais os maiores erros da atração e retenção de talentos nas empresas para ajudar você a evitá-los. Ficou curioso? Então, acompanhe a leitura e confira!

Não considerar as especificidades da vaga

Ao se deparar com um cargo vago na equipe, a reação automática das empresas, geralmente, é reativar um anúncio padrão em um site genérico de vagas, selecionar alguns currículos aparentemente satisfatórios e conduzir as entrevistas de modo a encontrar um substituto o mais rápido possível e restaurar o equilíbrio na equipe. Pois bem, o problema mora na pressa em realizar o procedimento de seleção.

  • “Por que o colaborador anterior foi desligado?”
  • ”Quais ações tomar para que isso não se repita?”
  • “As funções desse cargo são as mesmas desde a última contratação?”
  • “Qual o perfil comportamental mais adequado para o cargo?”

Essas são algumas questões que devem ser respondidas antes de você procurar um candidato. Quanto mais atenção se dá ao selecionar novos colaboradores, maiores as chances de eles se adequarem à empresa e se sentirem engajados a ela.

Ter desinteresse na integração do colaborador

Em primeiro lugar, ignorar a etapa de integração de um colaborador recém-chegado é outro grave erro normalmente cometido. É importante ter em mente que esse processo é uma forma de garantir que o novo membro da equipe tenha a sua entrada na empresa facilitada.

ebook gestão de telentosPowered by Rock Convert

Permita que a pessoa conheça a empresa, a equipe e a cultura organizacional com calma, tire as suas dúvidas e estimule que ela se alinhe com os novos colegas e a sua lista de funções e atividades.

Permitir incoerências entre cargo e atividades

Quando o profissional é contratado para um cargo específico, o que se espera é que ele realize funções de acordo com a sua formação e as suas experiências.

Se ele é obrigado a acumular funções que fogem de sua competência, isso pode ser frustrante e altamente desmotivador, pois denota falta de interesse na carreira escolhida pelo colaborador por parte da empresa. Evite cometer esse erro planejando antes de delegar tarefas para a equipe.

Não dar um bom feedback

Há quem ainda encare o feedback como sinônimo de bronca e repreensão. Afinal, algumas empresas repetem o erro de usar essa ferramenta para emitir somente críticas negativas em relação à equipe.

Em vez de ajudar os colaboradores a entender onde estão acertando e como podem melhorar, esse “feedback do medo” pode deixá-los inseguros e frustrados com o seu próprio desempenho.

Focar somente nos salários

Por fim, um erro comum em empresas de qualquer segmento é focar somente nas remunerações e esquecer que esse é só um dos aspectos que contribuem para a atração e retenção de talentos.

Valorizar as conquistas dos funcionários, conceder benefícios juntamente com o salário, oferecer um plano de carreira, garantir uma comunicação interna eficiente e um bom clima organizacional também são fatores que fazem parte dessa equação e merecem a devida atenção.

Deu para notar que a atração e retenção de talentos em sua empresa é possível, com esforço, dedicação e boas ideias. Se você busca maneiras de otimizar o seu RH, entre em contato com a SER e conheça as nossas soluções em software!

Deixar um comentário