Bom humor e bom desempenho

2020-03-20T15:08:25-03:0025 novembro, 2011|Gestão de Desempenho, Talent Management|

Uma pesquisa publicada no Valor Econômico, no dia 26 de outubro, analisou por três semanas a relação entre o desempenho e humor dos funcionários de um tele-atendimento. O resultado mostrou que os colaboradores que trabalhavam de mau humor se sentiam pior depois de interagir com os clientes, o que acarretava um declínio de mais de 10% na produtividade, isso porque paravam mais entre as chamadas para aguentar passar o dia. Já aqueles que estavam felizes atendiam melhor os clientes, permanecendo de bom humor durante o expediente.

A disseminação deste estado de espírito não só afeta o rendimento, como mostra a pesquisa, mas causa desconforto e pode gerar conflitos no ambiente de trabalho. E, infelizmente, a atitude do empregador, na maioria dos casos, é acreditar que o funcionário deve deixar os problemas pessoais do lado de fora da empresa, o que muitos não conseguem.

Powered by Rock Convert

Para as empresas, os indicadores da pesquisa sugerem que o bom humor é mais produtivo e deve ser incentivado. Para melhorar o desempenho, é fundamental reconhecer e redefinir o humor negativo que os funcionários trazem para o trabalho. Também é possível reforçar o bom humor, criando uma “transição” para o ambiente corporativo e “desligamento” do ambiente externo.

O que as empresas podem levar em consideração, portanto é o fato de que se deve tomar medidas que visam evitar que o mau humor contagie o ambiente de trabalho ou atrapalhe a produtividade do colaborador. Algumas sugestões são fazer uma rápida reunião de motivação às manhãs, mandar e-mails com comentários positivos, promover paradas curtas para um café, criando assim o costume de incentivar a começar a jornada de trabalho de uma forma positiva no local de trabalho.

Veja reportagem completa: http://www.valor.com.br/impresso/carreiras/empregado-com-bom-astral-melhora-produtividade

Deixar um comentário