Jovens com pressa de subir na carreira

2019-10-10T14:53:00-02:0025 abril, 2011|Talent Management|

Formada pelos nascidos entre o início dos anos 1980 e meados dos anos 1990, a Geração Y é engloba o perfil de jovens inquietos e que querem crescer rápido na carreira. São conectados às novas tendências e usuários convictos de tecnologias. Segundo pesquisa da consultoria de gestão Hay Group, com mais de 5,5 mil jovens, esses profissionais realmente têm pressa de subir na carreira. Dos entrevistados, 18% já estão em cargos de chefia.

Enquanto isso, no mercado, as empresas vivem a realidade da geração X, que valoriza o reconhecimento proporcional ao tempo de permanência empresa.  Essa prática não condiz com as expectativas da geração Y, ansiosa por novas empresas e sem o vínculo emocional característico de seus antecessores.

Às organizações caberá o desafio de conciliar os dois fluxos para se renovar e valorizar os talentos. Elas terão que aprender que não podem simplesmente focar em reter. É preciso ter mente que os funcionários Y anseiam por uma experiência fantástica na empresa e que, mesmo se decidirem sair, possam voltar a trabalhar nela depois de algum tempo e trazer outras experiências profissionais. Um ambiente de aprendizagem é ideal para o perfil desses indivíduos. O levantamento da Hay Group ainda mostra que 93% dos entrevistados desejam continuar no emprego se existir investimento por parte da empresa.

Outro aspecto relevante, de acordo com a pesquisa, diz respeito à cultura: 71% dos entrevistados dizem que as referências da empresa devem estar alinhadas aos seus próprios valores pessoais e que a fidelidade não é mais relacionada à empresa, mas aos próprios princípios do individuo. Nesse escopo, entra a sensação de pertencimento, quando engajados em uma causa, eles querem fazer a diferença na empresa.

Reconheça talentos e desenvolva funcionários
a partir da Matriz de Talentos!

Capa eBook

Os profissionais da geração Y não são acomodados, têm amplitude de interesses e são muito bem informados. As empresas têm muito a ganhar com esse novo perfil e deve evitar o conflito de gerações. A gestão eficiente do capital humano é o caminho para fomentar a coexistência entre as gerações, construindo um ambiente de trabalho saudável e compatível com diferentes perfis.

Quer saber mais sobre a Geração Y.

Assista ao vídeo a seguir:

Geração Y

Deixar Um Comentário