Entrevista com Alfredo Castro.

2019-05-10T12:41:59-03:0016 maio, 2011|Talent Management|

Palestrante da ASTD antecipa os destaques do principal evento focado em treinamento e desenvolvimento

O consultor da MOT e diretor técnico da Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD), Alfredo Castro, é um dos palestrantes da ASTD 2011, que será realizada entre os dias 22 e 25 de maio, na Flórida.

A SER é a única empresa brasileira que estará expondo seus cases e sua solução para Gestão de Educação Corporativa, durante o evento. Tal como a SER, Alfredo figura como o único brasileiro entre os palestrantes da conferência internacional.

Em uma entrevista exclusiva, ele antecipa os tópicos que pautarão o evento e o tema de sua palestra.

Entenda o que é o People Analytics e como ele
pode impactar a gestão do seu negócio!

People Analytics ele pode impactar a gestão o seu negócio!

cta_baixe_ebook_gratis_azul

Como você analisa a proposta do tema da ASTD 2011?
O tema remete à edição de 2010 do evento. Na edição passada, eu fui presidente da comissão que seleciona as palestras e acompanhei de perto as discussões. Naquela ocasião, constatamos que o foco não é mais falar em electronic learning, mais conhecido como e-learning. A realidade atual não comporta mais discussões para decidir se o aprendizado é ou não eletrônico. A demanda é perceber o quanto podemos aprender em rede, na era do “we learn” – nós aprendemos.

O tema de 2011 é uma evolução dessa proposta, considerando que quando se está aberto a aprender, você tem a perspectiva de liderança. Antigamente, o paradigma do líder era o professor, o orientador. Agora, esse paradigma ainda existe, mas precisa incluir o líder que aprende e é aprendiz.  Os líderes e os liderados trabalham em conjunto.

Como diretor técnico da ABTD e presidente do conselho da ASTD no Brasil, acredito que essa temática está sintonizada com a prerrogativa nosso trabalho, como entidade disseminadora de boas práticas.

Nesse contexto, como se encaixa o tema da sua palestra “Liderança e Coaching: como melhorar o desempenho em ambientes multiculturais”?
Quero difundir os conceitos de coaching na liderança. O mercado é puxado pelas novas tecnologias, mídias, chats, redes sociais e as empresas ainda estão nos velhos conceitos de liderança, baseados em filosofias como “manda quem pode e obedece quem tem juízo”. O coaching fomenta nas lideranças a idéia de aprendizado coletivo, conforme o “we learn”.

O líder coach propicia mais participação da equipe, estimulando um ambiente questionador e aberto. Acredito que os modelos de liderança estão andando com velocidade menor que as mídias sociais. Seria necessário promover mudanças na cultura corporativa e perceber os resultados empresariais.

Para se ter uma ideia de como esse conceito é pouco difundido, em 2010, a ABTD realizou uma pesquisa com 300 empresas latinoamericanas e perguntou: os líderes das empresas estão preparados para usar técnicas de coaching como estilo de liderança? Somente 15% responderam sim. Temos muito trabalho a fazer para mudar esse cenário.

Entenda o que é o People Analytics e como ele
pode impactar a gestão do seu negócio!

People Analytics ele pode impactar a gestão o seu negócio!

cta_baixe_ebook_gratis_azul

Como você avalia a SER participando pela ASTD pela quinta vez?
É muito bom ver que uma empresa brasileira com mentalidade global está fazendo esse trabalho de internacionalização. Acredito que ela estimula outras empresas de países emergentes a seguir o mesmo caminho e conquistar seu espaço no cenário internacional. Outro ponto importante é que não se trata de uma ação pontual. A cada ano que a SER participa da ASTD, ela reforça sua estratégia, posicionando sua ferramenta, que eu considero essencial para a gestão de treinamento e desenvolvimento, que por sua vez, não restringem às ações formais. O aprendizado nas empresas está acontecendo informalmente, seja nas redes sociais ou nas ferramentas de comunicação como Skype. Monitorar os resultados efetivos dessas ações maximiza os processos, subsidiando a gestão do capital humano.

E a participação dos profissionais brasileiros?
Eu estimo que pelo menos 200 profisisonais do Brasil estarão na ASTD. É um número significativo e indica que nossos executivos estão buscando novas soluções e fortalecendo seu networking. A ASTD agrega essas duas perspectivas: network e soluções, além de se consolidar como um momento em que o mercado de RH se dedica a olhar o Treinamento e o Desenvolvimento em busca de melhorias.

Assim como nos anos anteriores, a ABTD está organizando uma comitiva para visitar o evento. Como entidade da área de treinamento e desenvolvimento, temos essa missão de agregar os profissionais e marcar a presença brasileira nos principais eventos do setor.

A SER convida os participantes da ASTD a visitarem o estande da empresa, localizado no número 2016 da área de exposição. Aguardamos vocês!

Leave A Comment