Conheça as melhores práticas para uma gestão de pessoas mais eficiente

2021-07-05T09:55:39-03:0022 fevereiro, 2018|Estratégia Corporativa, Talent Management|

Conheça as melhores práticas em gestão de pessoas e potencialize os resultados da sua equipe.

Desenvolver a equipe e, ao mesmo tempo, obter bons resultados para a empresa é algo que exige ótimas habilidades no que se refere à gestão de pessoas. Apesar de não ser tarefa fácil, a adoção de boas práticas pode facilitar o dia a dia de quem precisa cumprir essa missão.

Afinal, gerir pessoas envolve não só atrair talentos, como criar estratégias de desenvolvimento e retenção desses talentos. Sem falar que a gestão de pessoas tem como objetivo humanizar os processos do setor de recursos humanos, criando um ambiente de satisfação e alta produtividade.

Dessa forma, o objetivo final da gestão de pessoas é garantir resultados exponenciais para a organização através da geração de valor para seus clientes internos e externos e manter a sustentabilidade da organização e o crescimento saudável.

Certamente isso só é possível através de processos que levem em consideração os objetivos da organização e as necessidades dos colaboradores. Então, para que juntos, eles garantam o cumprimento do planejamento estratégico da empresa e a coloquem na rota de crescimento.

Pensando nisso, preparamos nesse artigo algumas das melhores práticas em Gestão de Pessoas, para te ajudar a entender o que é possível fazer e o que gera resultados no desenvolvimento de uma equipe de alta performance. Acompanhe conosco.

1- Alinhe a equipe à cultura organizacional da empresa

Antes de mais nada, é bom que você tenha em mente que selecionar e recrutar talentos que se encaixem no perfil da empresa é o passo mais importante para o sucesso da gestão como um todo.

Isso significa não apenas que é preciso ter critério quanto à escolha dos novos colaboradores — visando suas habilidades e experiência— mas também que é deve-se levar em consideração os ideais dos candidatos.

Nesse sentido, considere as soft skills de seus candidatos e lembre-se de analisar o fit cultural. Afinal, cada novo colaborador contribui de maneira significativa para a manutenção ou transformação da cultura organizacional.

A princípio, isso pode até parecer irrelevante, mas escolher pessoas que compartilhem dos ideais expostos na cultura organizacional da empresa é fundamental para obter uma equipe leal e engajada por muito mais tempo.

2- Promova um bom clima organizacional

Quanto mais leve e amigável for o ambiente de trabalho, menos será preciso lidar com conflitos entre os colaboradores, ou pior: alta rotatividade e absenteísmo como consequências de desmotivação. Por isso, procure promover não a competição entre os membros da equipe, mas sim a cooperação.

Realizar pesquisas de clima organizacional de tempos em tempos também é uma prática recomendável para que um ambiente de trabalho de qualidade se prolongue por muitos anos.

É importante ressaltar que o clima organizacional não está vinculado a um ambiente sem regras, sem processos ou burocrático. É preciso equilibrar as relações de trabalho e favorecer um espaço de comunicação assertiva e escuta ativa das necessidades de seus colaboradores.

Também não basta investir em ambientes luxuosos ou cheios de atrativos. É preciso que o setor de recursos humanos conheça o perfil de seus colaboradores e desenvolva ações voltadas para esse público. Assim, considerando o bem-estar no trabalho sem interferir na produtividade.

Assim, mais importante que oferecer atrativos, é estar atento as questões que podem prejudicar o clima organizacional e propor ações efetivas para a gestão e manutenção do clima.

3- Promova uma cultura de feedbacks constantes

O feedback é uma das mais importantes estratégias em gestão de pessoas. É uma ferramenta utilizada pelo gestor para direcionar o desenvolvimento do colaborador, fazendo apontamentos de comportamentos, atitudes e ações positivas e negativas.

Por oferecer feedbacks queremos dizer não apenas fazer críticas construtivas quando erros forem cometidos pela equipe, mas também elogios e congratulações quando boas ideias e comportamentos positivos surgirem. Apontar às pessoas seus pontos fortes e fracos ajuda no desenvolvimento pessoal e profissional da equipe.

Sem dúvida, um bom feedback é o ponto de partida para o aprimoramento de certas habilidades e atitudes.

Não podemos nos esquecer, no entanto, que o feedback também promove o conhecimento sobre a forma como o colaborador vê a organização. Portanto, além de oferecer feedbacks aos colaboradores, procure saber também o que eles têm a dizer em relação aos procedimentos da empresa e à forma como é gerida. Boas observações e sugestões de mudanças podem surgir dessa prática!

ebook gestão de pessoas

4- Invista no desenvolvimento de sua equipe

O desenvolvimento de pessoas deve ser uma preocupação do setor de recursos humanos. Afinal, uma organização que faz do desenvolvimento de seus colaboradores uma premissa de sua cultura, além de fortalecer essa cultura organizacional, favorece a atração e retenção de talentos, e alavanca os resultados do seu negócio.

Nesse sentido, treinamentos e atualizações profissionais são ferramentas importantes tanto para quem trabalha no setor operacional quanto para os chefes de alto escalão.

Aplicar novos conhecimentos, adotar novas práticas e manter a mente afiada é algo pertinente a todos, e ajuda a empresa a melhorar sempre os resultados. É crucial fazer do treinamento um hábito em sua gestão e promover uma cultura de aprendizagem.

Considere adotar programas de treinamento voltados para a performance de seus colaboradores, munindo-os de conhecimentos que os prepare para a prática de suas atividades e processos.

No entanto, é preciso criar um ambiente crescimento profissional, propondo o desenvolvimento de habilidades para o futuro. Assim, considerando o perfil de cada colaborador e os caminhos que eles podem traçar dentro da organização.

Nesse sentido, só para exemplificar boas práticas em gestão de pessoas estão os planos de carreira e o PDI. Essas são ferramentas voltadas para o planejamento do crescimento profissional e que podem contribuir de maneira significativa para a retenção de talentos na organização.

5- Garanta a qualidade da comunicação

A comunicação interna possibilita a interação entre a organização e seus colaboradores. Quando bem estruturada, ela possui o efeito de estabelecer e manter um vínculo de confiança entre esses dois lados.

Nesse sentido, o colaborador precisa ter acesso às informações de forma transparente, constante e sem interrupções. Afinal, ruídos na comunicação podem ser prejudiciais de várias formas. Eles afetam os prazos, a designação de tarefas e até as relações interpessoais da equipe.

Por isso, uma prática essencial para a gestão de pessoas é garantir uma comunicação transparente e integradora. Seja promovendo reuniões, instalando um mural de recados ou implantando um chat online interno. O importante é que você mantenha canais de comunicação abertos para toda a empresa.

6- Promova políticas de diversidade na empresa

Programas de diversidade dentro das organizações favorecem a troca de experiência e construção de uma equipe mais empática e socialmente responsável. Promover a diversidade cultural dentro de uma organização é garantir que ela tenha representatividade da diversidade que existe na nossa sociedade.

O resultado dessa política de diversidade é uma organização mais plural, democrática e que conta com diversos benefícios perante o mercado como atração dos melhores profissionais, formação de equipes mais criativas, e fortalecimento da marca empregadora ou employer branding. Essa é, portanto, uma das melhores práticas em gestão de pessoas, capaz de transformar de forma positiva a cultura da empresa.

guia avaliação de desempenho

7- Permita que seus colaboradores sejam participativos

Certamente, uma das melhores práticas em gestão de pessoas é permitir uma gestão participativa. Quando a empresa abre espaço para que seus colaboradores proponham melhorias e criem soluções, ela cria nesses colaboradores o sentimento de pertencimento.

Dessa forma, esse modelo de gestão mais horizontal, permite um acompanhamento maior dos processos e a identificação de falhas que podem comprometer o alcance dos objetivos. Logo, essa é uma prática em gestão de pessoas que traz como benefício o engajamento da equipe o melhor acompanhamento da performance organizacional.

Concluindo

Em suma, adotar melhores práticas em gestão de pessoas, muitas vezes, significa implantar pequenas mudanças e em alguns casos, promover uma mudança cultural na organização.

É preciso, portanto, que o setor de recursos humanos considere que essa mudança cultural não será fácil, mas trará inúmeros benefícios para o crescimento sustentável da empresa.

O mais importante é que a empresa juntamente com o setor de recursos humanos conheça bem o negócio, se empenhem em conhecer a equipe e busque implantar as melhores práticas, levando em consideração o perfil da equipe e o modelo de negócio.

Com isso, sua empresa ganha destaque no mercado, promove o employee experience e o employer branding. São diversas conquistas a partir de pequenas ou gradativas mudanças.

Quer transformar seu setor de recursos humanos e implantar melhores práticas em gestão de pessoas, mas ainda não sabe por onde começar? Entre em contato conosco. Com mais de vinte anos de experiência na formulação de ferramentas estratégicas para Gestão de Pessoas, os consultores da SER podem te apresentar as melhores soluções para te auxiliar nessa empreitada.

Por fim, se você gostou do nosso conteúdo, compartilhe em suas redes sociais e aproveite para assinar nossa Newsletter. Assim você recebe direto em seu e-mail os melhores conteúdos em Gestão de Pessoas.

Compartilhar este Artigo

Deixar um comentário

Ir ao Topo