Diferença entre employer branding e employee experience

2021-06-09T11:31:31-03:007 junho, 2021|Gestão de Pessoas|

Employer branding e employee experience são dois conceitos importantíssimos para manter sua empresa na rota do crescimento. Quer entender como? Acompanhe a gente nesse artigo.

Certamente, toda empresa parte de um sonho de alcançar um lugar de destaque no mercado. Ser reconhecida por seus clientes internos e externos como um lugar promissor, que caminha em direção ao futuro oferecendo soluções inovadoras aos seus clientes, mercado, fornecedores e até sociedade.

Entretanto, à medida que o mercado muda, mudam as formas de fazer e ver o trabalho. Principalmente para as empresas, seus colaboradores e seus clientes externos.

Inclusive, já falamos aqui anteriormente, sobre o poder de escolha dos colaboradores. Não basta que uma empresa queira recrutar e reter os melhores talentos do mercado. Sobretudo, ela precisa oferecer para esses talentos, motivos além de remuneração e benefícios, a fim de que eles desejem fazer parte dela.

Nesse sentido, estratégias de employee experience e employer branding se tornaram os principais temas para os setores de recursos humanos e marketing, na busca de vantagens competitivas nesse mercado em constante transformação.

São deles a responsabilidade de transformar o ambiente de trabalho, garantindo a atração e retenção de talentos, através do fortalecimento da marca empregadora.

Employee experience: a experiencia do colaborador

A vida organizacional tem vivido um novo ritmo: mudanças rápidas, mercado incerto, colaboradores mais exigentes em relação ao ambiente de trabalho. Esses colaboradores vivenciam a empresa como uma extensão de suas casas, e com isso, esperam mais que remuneração e recompensas.

Nesse sentido, em busca de oferecer um ambiente de trabalho mais saudável, desafiador e com maiores possibilidades de desenvolvimento, as empresas precisam investir no employee experience.

Employee experience se resume em uma mudança no mindset da organização. Tirando o foco somente da produção e do lucro e investindo sua energia na satisfação do colaborador em relação ao seu ambiente de trabalho. É um investimento na promoção de equipes de alta performance, através de estratégias de encantamento de seus colaboradores.

No entanto, para promover o employee experience, não basta a vontade de fazer. É preciso que o setor de recursos humanos, juntamente com a alta direção estejam empenhados em colocar em prática, mudanças em toda a estrutura da empresa. A começar por seus valores, colocando as pessoas como foco do negócio.

Aqui, é importantíssimo que o setor de recursos humanos faça uma extensa pesquisa no mercado, buscando conhecer as melhores práticas em gestão de pessoas e adotando aquelas que podem ser absorvidas pela empresa.

Dessa forma, é preciso levar em consideração o modelo de negócio, perfil dos colaboradores e investimento financeiro para a implantação das novas práticas em gestão de pessoas.

Como escolher as melhores práticas na promoção do employee experience?

Baseando-se nessa pesquisa de mercado e até ampliando as propostas existentes de acordo com o perfil da empresa, o setor de recursos humanos precisa encontrar o melhor caminho para equilibrar as relações de trabalho. Dessa forma, oferecer as melhores práticas para sua empresa.

As opções são diversas, mas é muito importante que sua empresa não tente implantar todas de uma única vez. As chances de sucesso são maiores se pequenos passos forem dados de cada vez.

O mais importante é que o setor de recursos humanos acompanhe de perto os indicadores de ambiente organizacional, através de dados de pesquisa de clima, pesquisa de satisfação, entrevista de desligamento, turnover e absenteísmo. Dessa forma é possível saber onde intervir para promover a gestão do clima e garantir a melhor experiencia para o cliente interno.

Uma informação importante: employee experience não tem a ver com salários altos, pacote de benefícios, trabalho flexível ou um escritório moderno e cheio de atrativos. Essas são ações que podem promover sim, o employee experience, mas não garantirão a satisfação de seus colaboradores se forem ações isoladas.

Em suma, employee experience, como dissemos acima, é uma mudança na forma como a empresa enxerga seus colaboradores. Assim, tirando-os do lugar de simples mão de obra e colocando-os como parceiros do negócio e, portanto, foco das ações em Gestão de Pessoas.

Sendo assim, employee experience é um equilíbrio entre o ambiente físico, tecnológico e cultural da empresa. Se encaixa no setor de recursos humanos a responsabilidade de propor, implantar e garantir o cumprimento dessas novas práticas. Zelando pelo melhor desempenho possível dessas ações.

Pior que não investir em ações para promoção do employee experience, é implantar um programa de satisfação do cliente interno e não assegurar sua permanência e correto cumprimento.

ebook gestão de pessoas

As vantagens do employee experience

Investir no employee experience aumenta fidelização de seus colaboradores. Além disso, promove a melhora do clima organizacional, fortalece a cultura, reduz a rotatividade de pessoas, aumenta o engajamento e promove uma comunicação mais assertiva e eficiente.

Logo, o employee experience é um investimento estratégico para promover equipes de alta performance e aumentar a competitividade da empresa.

Employer Branding: quando marketing e RH se unem

Certamente, os primeiros consumidores de qualquer empresa são seus colaboradores. Portanto, são para eles os primeiros investimentos em marketing.

Ações de promoção do employee experience são uma responsabilidade do setor de recursos humanos. No entanto, essas ações têm poucas chances de surtirem o efeito esperado se esse setor não contar com a ajuda de um especialista na formulação de ações de fortalecimento da marca: o setor de marketing!

Se o employee experience funciona como uma estratégia de retenção de talentos, através da gestão do clima organizacional e investimento na gestão de pessoas, o employer branding é a estratégia de atração desses talentos.

Esse é um projeto de longo prazo, que conta com a participação de todos os setores da empresa, mas principalmente, com a união do setor de recursos humanos e o setor de marketing. Juntos, esses dois setores atuarão na construção de uma imagem positiva da empresa frente ao mercado.

Portanto, employer branding é a reputação da sua marca no mercado. Levando em consideração a forma como ela interage com seu cliente interno, ou seja, como seus colaboradores a veem de dentro!

Nesse sentido, Marketing e RH se unem para formular ações que envolvam seus colaboradores na proposta de valor de sua empresa. Assim sendo, quando o employer branding, seus colaboradores veem na empresa uma parceira de seu desenvolvimento profissional e potencial produtivo.

Colaboradores satisfeitos com o ambiente organizacional se empenham para permanecer na empresa e aproveitar as oportunidades de crescimento. Consequentemente, há a divulgação espontânea no mercado e um reconhecimento da marca empregadora, que se encarregará de atrair os melhores talentos do mercado.

Concluindo

Em resumo, employee experience e employer branding são estratégias que buscam o encantamento do cliente interno como forma de atrair e reter talentos na organização.

Nesse sentido é preciso que RH e Marketing trabalhem juntos para entender quais são as necessidades de seus colaboradores e formulem ações que atendam essas necessidades através de propostas de valor.

Essas propostas de valor vão desde um espaço físico adequado, tecnologias inovadoras para otimização das atividades, até a gestão do clima organizacional, criando um ambiente produtivo e agradável para o trabalho.

Em suma, são essas propostas de valor que consolidarão a forma como seus colaboradores veem, sentem e falam de sua empresa, gerando com isso a reputação de sua marca.

Importante salientar aqui que propostas de valor devem estar alinhadas à cultura organizacional. Afinal, a primeira é a forma como seu colaborador vê a empresa. Já a segunda é quem sua empresa é de verdade.

Em consonância, ambas se encarregarão de promover a melhor experiência para seu cliente interno e o fortalecimento de sua marca empregadora. Consequentemente, sua empresa atrairá cada vez mais talentos.

Agora que você já sabe a importância do employee experience do employer branding, que tal começar a investir num ambiente tecnológico e promover a otimização dos seus processos? Entre em contato conosco! A SER tem mais de 25 anos de experiência na formulação de soluções estratégias e inovadoras para seu setor de recursos humanos.

Aproveita e assine nossa Newsletter e fique por dentro dos melhores conteúdos em Gestão de Pessoas.

Compartilhar este Artigo

Um comentário

  1. José Israel Conti 3 de agosto de 2021 em 21:45- Responder

    Excelente !!!!! Muito didático .

Deixar um comentário

Ir ao Topo