Como gerir a gratificação e aumentar a satisfação na sua empresa?

2019-05-15T10:08:37-02:0022 junho, 2018|Gestão de Pessoas|

Investir na gratificação pode trazer ótimos resultados para a sua organização. Confira o que precisa ser feito para garantir a satisfação dos colaboradores!

É um grande engano pensar que em momentos de crise, o simples fato de ter um emprego é o suficiente para que o empregado sinta-se motivado. Na verdade, reconhecer um funcionário demonstra valorização, ajuda a reter os profissionais e impacta diretamente nos resultados da empresa.

Nesse sentido, um dos maiores engajadores dentro de um ambiente de trabalho é a gratificação. Pensando nisso, neste post vamos abordar o assunto e dar algumas dicas para você desenvolver a gratificação na organização. Acompanhe!

O segredo para o sucesso da sua empresa

O que é gratificação?

Também conhecida como bonificação, essa prática é o pagamento de uma remuneração variável pelo alcance de determinado objetivo. Grosso modo, ela é como uma recompensa pela qualidade dos serviços prestados.

Esse valor extra pode ser pago por meio de comissões, prêmios, participação acionária ou participação nos lucros e resultados. Algumas empresas adotam o sistema de remuneração estratégica, por exemplo, em que o pagamento de um valor fora do salário é implementado como incentivo mensal para o colaborador.

Como a gratificação influencia os resultados da empresa?

Ao decidir pela implementação de um sistema de bonificação, a organização observa uma série de mudanças no comportamento dos funcionários e no ambiente de trabalho. Dentre elas, podemos destacar:

  • melhora na qualidade dos serviços ou da produção;
  • aumento da dedicação nas atividades diárias;
  • profissionais trabalhando com mais criatividade e envolvimento;
  • maior automotivação entre os membros da equipe;
  • surgimento de novas habilidades até então desconhecidas.

Como realizar a gratificação de funcionários?

A criação de um programa de pagamento de bônus não é uma tarefa excessivamente complicada, podendo ser implementada na sua empresa independentemente do tipo de atividade exercida.

Veja alguns dos parâmetros para a avaliação possíveis de ser aplicados.

Por competências

A realização de avaliações de desempenho pode ter participação no pagamento de bonificação por competências. Nesse caso, é feito um acompanhamento do que o funcionário apresentou durante o período, com foco em suas habilidades e onde houve melhora na sua performance. A partir daí, se estabelece uma gratificação com base nessas informações.

Pelo alcance de metas

O pagamento de gratificação por metas também é uma prática muito comum, especialmente em empresas de vendas ou cobrança. Aqui, ao atingir um determinado valor de reversão, o empregado recebe uma porcentagem em dinheiro ou um prêmio preestabelecido.

O segredo para o sucesso da sua empresa

Por ideias inovadoras

A gratificação por ideias inovadoras é uma boa solução para empresas que buscam se reinventar no mercado ou que precisam de “oxigênio” para impulsionar seus projetos.

Recompensar os funcionários por novas propostas faz com que eles se envolvam diretamente nos objetivos corporativos, pesquisem e tragam novas soluções para problemas que, por estarem há tanto tempo envolvidos, os profissionais responsáveis não conseguiram resolver.

Como o atendimento ao cliente influencia na gratificação?

Finalmente, um bom termômetro do desempenho e satisfação dos funcionários é a qualidade do seu contato com o cliente, desde a cordialidade até o empenho em, realmente, solucionar um problema.

Não são raros os casos em que, por estar descontente com o emprego, o colaborador deixe transparecer essa insatisfação em um atendimento, prejudicando gravemente a imagem da empresa para o consumidor. Por isso, avaliar a qualidade desse atendimento é um fator a ser considerado no pagamento de bônus, e ajuda a estabelecer um bom projeto de meritocracia dentro da empresa.

Enfim, como vimos, estabelecer a gratificação no ambiente corporativo é um verdadeiro investimento não só na qualidade do trabalho, mas também na retenção da equipe. E, com estas dicas, você já pode pensar como implantar um programa de bonificação!

Então, gostou deste conteúdo? Agora, aproveite para assinar a nossa newsletter e receba mais informações que vão lhe ajudar ainda mais na gestão de pessoas da sua empresa!