Design thinking no RH: entenda o que é e como aplicá-lo

2020-09-10T14:00:49-03:0010 setembro, 2020|Talent Management|

Não é de hoje que o setor de Recursos Humanos vem ganhando importância e destaque dentro das empresas. Sua atuação está deixando de ser apenas operacional para realizar novos projetos estratégicos relacionados às pessoas e crescimento das organizações.

Para alcançar o sucesso é preciso desenvolver e inovar processos e ferramentas de gestão. Além disso, acompanhar as novas tendências que auxiliam o trabalho das pessoas nas suas rotinas é uma forma de sair a frente ao mercado tão competitivo. Uma metodologia inovadora é o design thinking.

O RH vem utilizando o design thinking como ferramenta para enfrentar os desafios e encontrar novos caminhos para conquistar bons resultados e promover o crescimento dos profissionais. Ou seja, são soluções criadas a partir da experiência dos indivíduos para criar novas estratégias.

Quer saber mais? Continue a leitura e entenda como o design thinking pode inovar o RH da sua empresa!

O que é design thinking?

Primeiramente, precisamos entender o conceito do design thinking. É um termo utilizado para se referir ao pensamento crítico, que busca a solução de problemas de forma colaborativa, envolvendo todas as partes interessadas no desenvolvimento e crescimento da organização.

Por meio do design thinking, as pessoas se estimulam a pensar de forma criativa e inovadora, buscar novos conhecimentos e tomar decisões mais assertivas. O RH utiliza essa abordagem para entender melhor os profissionais dentro da organização, promover o feedback e criar uma estruturar mais estratégica.

Essa abordagem não traz uma fórmula específica para sua implantação, mas sim permite as condições necessárias para a geração de insights e a aplicação prática deles. Por isso, o ideal é que seja realizado de forma coletiva e colaborativa, de modo a reunir o máximo de visões e ideias diferentes.

O design thinking coloca os profissionais no meio do processo de criação de produtos e serviços da empresa, contribuindo para a resolução de problemas do dia a dia. Sendo assim, todos se reúnem para discutir as ações mais eficazes para solucionar o criar algo novo.

Etapas do design thinking

Para uma implantação adequada do design thinking é necessário seguir as seguintes etapas:

1.Empatia e imersão

Em primeiro lugar, para essa etapa você deve conhecer o contexto do problema e olhar com o olhar do público. Analisar o problema por diferentes pontos de vista e entender as necessidades uns dos outros, ajuda a promover o bem-estar entre os indivíduos e criar um ambiente harmonioso de trabalho.

2.Análise

Depois de levantar os problemas, é hora de analisar todos os dados reunidos. Nessa etapa é importante levantar quais fatores podem estar interferindo na motivação dos profissionais. Esse é o momento de realizar pesquisas, benchmarking, identificar pontos fortes e de melhoria.

3. Ideação

Nessa etapa, os envolvidos sugerem as soluções para os problemas apresentados. As ideias são compartilhadas, discutidas e as melhores são separadas para serem colocadas em prática. Reúna o RH, gestores e a equipe, peça sugestões e idealize as ações para solução de questões complexas.

4. Prototipagem e desenvolvimento

Por fim, todas as soluções sugeridas se transformam em protótipos que serão testados pelos profissionais da organização. Essa é a hora de tirar o planejamento do papel e colocar em prática todas as ações idealizadas. Além disso, é preciso manter um monitoramento de todo o processo para identificar melhorias ou sucesso da operação.

Como aplicar esse conceito no RH?

O design thinking proporciona uma nova visão para a solução e inovação na área de Recursos Humanos. Para a implementação desse conceito, as organizações precisam contar com uma equipe engajada, com profissionais com perfis em consonância com a cultura da empresa.

Com essa abordagem, o RH foca nos colaboradores e suas experiências, extraindo soluções e ações estratégicas para a gestão de pessoas. Aliado a tecnologia, o design thinking levanta as necessidades dos profissionais, entende melhor suas expectativas e integra todas as pessoas envolvidas no processo.

O RH começa a realizar pesquisas, explorar a equipe, identificar falhas nos processos e pontos de melhorias. Desta forma, o design thinking se torna uma ferramenta de gestão, onde os líderes passam a revisar os processos, propondo novas ideias e melhorias, promovendo o envolvimento de todos no processo.

Benefícios do design thinking para o RH

Os ganhos para a área de Recursos Humanos mostram que a utilização do design thinking resultam em maior satisfação dos colaboradores e um ambiente de trabalho mais harmonioso e saudável. O RH passa ter o foco na solução de problemas relacionados a gestão de pessoas.

npsPowered by Rock Convert

Sendo assim, a organização pode melhorar o processo seletivo, criar uma experiência diferenciada para os candidatos, entender melhor os anseios e expectativas dos colaboradores, aumentar a taxa de atração e retenção de talentos e otimizar o processo de gestão de competências.

Além disso, como o design thinking traz grandes impactos na forma de entrega e de trabalho dos profissionais, é o momento para inovar e revisar as avaliações de desempenho e métodos de treinamento. Dessa forma, o RH consegue elevar o nível de engajamento e personalizar as experiências vivenciadas pelos colaboradores.

Outra vantagem de utilizar o design thinking aliado ao RH é a empatia da gestão. O colaborador fica mais próximo dos seus líderes, que passam a considerar sua equipe como peça fundamental no desenvolvimento das tarefas do dia a dia e no alcance de resultados.

A participação de todos resulta no aumento da qualidade dos produtos e serviços. Os envolvidos levantam os desafios e problemas, analisam as possíveis soluções e melhoram o processo de tomada de decisão, impactando diretamente na qualidade dos produtos e serviços.

O design thinking para o RH é uma estratégica inovadora que envolve diversas ações para obter melhores resultados. Viu como implementar esse conceito em sua empresa pode mudar o rumo do negócio? Acompanhe os nossos posts e se mantenha atualizado sobre as novidades na área de Recursos Humanos. E não se esqueça de compartilhar nas suas redes sociais.

Deixar um comentário