Entenda o que é o recrutamento por competências de uma vez por todas

2019-06-03T11:21:02-03:0014 novembro, 2017|Estratégia Corporativa, Talent Management, Tecnologia para RH|

 

Avaliar os candidatos pelo comportamento é vantajoso para a organização e vai ajudar a escolher o melhor profissional. Aprenda a utilizar essa técnica!

Para escolher um bom funcionário para a empresa é necessário mais do que conhecimentos técnicos e experiência na função. O comportamento de uma pessoa conta muito no desenvolvimento do trabalho diário, no engajamento e no encaixe com a cultura organizacional. Por isso, o recrutamento por competências é uma boa alternativa dentro do processo de seleção.

Para conhecer melhor esse modelo de recrutamento e como fazê-lo, continue lendo este post.

O que é recrutamento por competências?

A seleção feita por competências procura levantar aspectos comportamentais dos candidatos, procurando entender como eles reagiriam diante de certas situações-chave.

Conheça todo o Ciclo de Gestão de Desempenho
e comece a aplicá-lo em sua empresa!

Não está ligada com o termo competente — que significa a capacidade de fazer algo bem-feito —, mas sim com características que podem levar a um bom desempenho do funcionário.

O RH pode, por exemplo, pegar os funcionários com a melhor performance dentro da empresa e usá-los como modelo, identificando as características principais, resiliência, liderança ou proatividade, e buscar essas atribuições nos candidatos às vagas.

O mais importante é entender quais características são relevantes para a empresa e escolher os profissionais que estão dentro desse perfil.

Quais vantagens este modelo apresenta?

Ao levar em consideração os aspectos de personalidade e comportamento na hora da contratação, a empresa diminui os custos relacionados com o turnover: pagamento dos valores de rescisão, novos processos seletivos, produtividade baixa durante o período de adaptação etc.

Além disso, a retenção dos funcionários aumenta, o que melhora o clima organizacional e a produtividade, além de promover um engajamento maior na equipe. A imagem da empresa também é valorizada, já que lugares com alta rotatividade de funcionários não são vistos com bons olhos por profissionais realmente qualificados.

A seleção por competências também diminui o aspecto subjetivo do processo. Assim, as características dos candidatos ficam claras e é mais fácil tomar uma decisão acertada, com base em dados e informações precisos, e não deixando se levar tanto pelas “impressões”. Uma pessoa simpática, por exemplo, pode se mostrar de difícil relacionamento com o passar do tempo — essa característica já seria detectada logo durante a seleção.

Para o empregado também há vantagens, já que ele vai entrar em um novo emprego em que terá uma adaptação mais fácil, com uma melhor imersão dentro da equipe e total capacidade de realizar as funções especificadas. Assim como para a empresa é frustrante quando o funcionário não atende às expectativas, para o profissional também é desgastante quando ele não consegue se encaixar no trabalho.

Conheça todo o Ciclo de Gestão de Desempenho
e comece a aplicá-lo em sua empresa!

Como realizar esse recrutamento?

No recrutamento por competências podem ser aplicadas entrevistas, dinâmicas e testes psicológicos. A participação de pessoas especializadas nesse tipo de seleção vai ajudar em uma escolha mais eficiente, já que esses profissionais possuem a expertise necessária para identificar os padrões comportamentais por meio das atitudes dos candidatos.

Também é importante que seja feito um mapeamento de competências, para que os recrutadores saibam o que deve ser levado em consideração durante o processo, ajudando a encontrar o perfil ideal de colaborador.

Você já pensou em aplicar o recrutamento por competências? Como acha que o quadro de funcionários poderia melhorar com esse recurso? Aproveite e curta a nossa página no Facebook para ter acesso a mais informações que vão ajudar na gestão de RH da sua empresa.