Como as matrizes de análise podem aprimorar seus resultados

2021-08-19T10:04:49-03:0019 agosto, 2021|Estratégia Corporativa|

Conhece as matrizes SWOT, GE, BCG e as 5 forças de Porter? Não? Então acompanhe nesse artigo do que se trata e de que forma a utilização dessas matrizes pode impactar a longevidade e rentabilidade do seu negócio.

O sucesso de uma empresa depende não só da Gestão de Pessoas. Claro que como temos apresentado aqui toda semana, os processos em gestão de pessoas são extremamente importantes para a manutenção da equipe e desenvolvimento de uma equipe de alta performance. Entretanto hoje, queremos chamar a sua atenção para outro assunto tão importante quanto ter uma equipe de excelência: a administração do seu portfólio de produtos.

Para que sua equipe gere resultado, é preciso que ela tenha em mãos não só ferramentas para o desenvolvimento de processos. É preciso que ela tenha um portfólio de produtos ou serviços adequados as necessidades do mercado.

Nesse sentido, o setor de Marketing das empresas é o responsável pela identificação do poder de atratividade desse portfólio e pelas ações que serão necessárias para garantir a vantagem competitiva da organização.

Assim sendo, o setor de Marketing precisa contar com ferramentas de análise de produto que o auxiliem na otimização de suas campanhas.

Dentre essas ferramentas estão as matrizes de análise

Matrizes são ferramentas administrativas que permitem a análise de cenários para planejamento estratégico de ações e tomada de decisão.

Dentro da análise de produtos, as matrizes auxiliam o setor de marketing a definir um portfólio, considerando as demandas do mercado e as ofertas do negócio. Com o uso delas é possível conhecer o negócio em que se está inserido e com isso identificar quais produtos são promissores e quais podem ser descontinuados, porque apresentam pouco retorno ou baixo lucro.

As matrizes disponíveis para essa análise são inúmeras e é possível que o setor de marketing de sua empresa não consiga definir qual escolher. Pensando nisso, preparamos esse artigo com as principais matrizes para você e sua empresa.

Acompanhe com a gente!

Matriz SWOT ou análise FOFA

Criada nos anos 60, na Universidade de Stanford, por Albert Humphrey, a análise SWOT é uma matriz de análise de cenários. Com ela, é possível conhecer o cenário interno e externo, ou seja, do mercado e a partir disso contrair informações seguras para a tomada de decisão.

Ela também é conhecida como análise FOFA, já que se trata de acrônimo formado pelas palavras strengths, opportunities, weaknesses e threats que em português pode ser traduzido para forças, oportunidades, fraquezas e ameaças.

Nesse sentido as forças e fraquezas mostram o cenário interno da empresa e seus produtos. Já as oportunidades e ameaças apontam para o mercado, ou cenário externo.

Essa é uma matriz simples de ser usada, mas que permite uma boa análise daquilo que a empresa já possui e das expectativas do mercado, permitindo com isso, que a empresa planeje ações mais estratégicas de performance de seus produtos.

Assim, é possível decidir em quais produtos investir e quais deles exigem menos esforços, considerando como ponto de análise o que o mercado oferece de oportunidade para seus produtos e quais são potenciais ameaças a eles.

Matriz BCG

Ter um portfólio de produtos que atenda as demandas do mercado é uma vantagem competitiva num cenário tão dinâmico como o atual. Assim sendo, as empresas precisam continuamente acompanhar o desempenho de seus produtos e identificar aqueles que são promissores e aqueles que se tornaram obsoletos.

Essa é uma das vantagens da matriz BCG. Ela é uma metodologia de análise gráfica baseada no ciclo de vida do produto.

Através da matriz BCG é possível analisar e comparar diferentes produtos e mercados e a partir disso tomar a decisão mais estratégica para seu produto.

Essa matriz desperta a curiosidade porque suas representações são no mínimo inusitadas. Afinal, olhando graficamente é quase impossível entender os conceitos de estrela, vaca leiteira, ponto de interrogação ou abacaxi.

Pode parecer complicado, mas ao contrário disso, sua aplicação é fácil e seus conceitos bem abrangentes:

Estrela

São seus melhores produtos ou aqueles com grande potencial de venda. Em geral são muito bem aceitos pelo mercado e exigem alto investimento para se manterem competitivos.

Vaca leiteira

Esse conceito diz dos produtos que sua empresa possui e estão bem consolidados no mercado. Não são considerados estrelas porque exigem menos investimento, mas ainda assim geram receita considerável para o negócio.

nps

Ponto de interrogação

São os produtos que ainda não se consolidaram no mercado e pedem a sua atenção. É muito importante que a tomada de decisão leve em consideração o potencial desse produto. Afinal, é possível que a partir do investimento correto nesse produto, seu portfólio ganhe mais uma estrela.

Abacaxi

Aqui se encaixam os produtos que precisam deixar de receber investimento do seu setor de marketing podendo até serem descontinuados. São produtos com baixo retorno e que não se consolidam no mercado, apesar dos investimentos feitos.

Como se pode perceber, são conceitos de simples entendimento e que facilitarão a tomada de decisão do setor de marketing quanto a destinação de recursos para cada produto.

Matriz GE

A Matriz GE foi inicialmente desenvolvida para atender a multinacional General Eletric. Daí vem a sigla GE.

Ela consiste em uma ferramenta que propicia a análise do portfólio de produtos da empresa e a identificação dos produtos mais promissores para atender a demanda do mercado e as expectativas do negócio, além da identificação de oportunidades e falhas.

A matriz GE analisa os dados a partir de dois eixos: a atratividade do mercado e a força do produto. Na atratividade do mercado é analisado o desempenho do mercado de forma geral e quais são as expectativas futuras. Essa atratividade ainda é classificada como baixa, média ou alta.

Já na força do produto está a vantagem competitiva desse produto e seu desempenho em relação ao mercado. Da mesma forma esse desempenho ainda é enquadrado como baixa, média ou alta força competitiva.

Portanto, é essa classificação que norteará a tomada de decisão do setor de marketing em relação ao seu investimento no produto, considerando que é possível investir, proteger ou sair do investimento.

As vantagens da utilização da Matriz GE é a simplificação da análise e sua apresentação visual, a facilitação das decisões, a organização das prioridades, entre outros.

As 5 forças de Porter

As 5 forças de Porter é uma ferramenta de análise estratégica desenvolvida pelo professor Michael Porter, que consiste em estudar os fatores externos que influenciam a capacidade de um produto atender à necessidade dos clientes e crescer no mercado.

Realiza-se essa análise a partir de 5 forças:

1 – Ameaça de produtos substitutos

2 – Ameaça da entrada de novos concorrentes no mercado

3 – Poder de negociação dos clientes

4 – Poder de negociação dos fornecedores

5 – Rivalidade entre os concorrentes

A análise desses fatores colabora de maneira muito eficiente para que a empresa entenda o mercado em que está inserida, quem são seus concorrentes, os fatores de influência sobre seu negócio e como deverão ser feitos os investimentos em seu produto. Dessa forma ela garante um negócio rentável, longevo e sustentável.

Concluindo

Como apoiador do setor de Gestão de Pessoas, as funções do Marketing estão além das ações de encantamento do cliente interno. Dentre as ações de employer branding estão as preocupações e cuidado com o portfólio de produtos da empresa e sua posição no mercado através desse portfólio.

Nesse sentido, a utilização de matrizes de análise são uma estratégia que garante à empresa um conhecimento de sua posição no mercado frente a concorrência e a análise de seus produtos frente a demanda do cliente.

Já conhece a SER? Não? Então entre em contato conosco e conheça a SER HCM, uma ferramenta totalmente customizada às necessidades da sua empresa.

Aproveita e assine nossa newsletter e receba diretamente em seu e-mail conteúdos como esse.

Compartilhar este Artigo

Deixar um comentário

Ir ao Topo