Motivação, o que é e qual o seu papel nas Organizações?

2021-08-02T09:44:33-03:0010 dezembro, 2018|Gestão de Pessoas|

Motivação é essencial em toda empresa, ajudando as pessoas a alcançarem suas metas. Entenda melhor seu significado e qual seu papel nas organizações!

Todas as pessoas são movidas por um propósito. E certamente, esse propósito geralmente está vinculado a uma recompensa. Recompensas satisfatórias movem as pessoas e as fazem batalhar para seu alcance utilizando um aparato de comportamentos que demonstram sua motivação.

Motivação é um conceito utilizado na área de Recursos Humanos e em outras áreas do conhecimento, como a Psicologia. Define um conjunto de processos internos de um indivíduo que o capacitam e assim, estimulam a realizar determinadas tarefas ou alcançar as metas que almeja.

Esses processos internos geralmente podem ser estimulados pelo próprio indivíduo ou por fatores externos. É o motivo que levará o sujeito à ação em busca do resultado.

No entanto, essa ação não é automática ou mecânica. E é exatamente nesse sentido que a motivação é o diferencial da ação. Ações motivadas são realizadas com vontade, persistência e até emoção, dependendo da recompensa envolvida.

Dessa forma, motivar uma pessoa é possibilitar condições necessárias para o seu desenvolvimento e garantir que alcance o máximo de seu potencial.

Mas como motivar as pessoas dentro de uma empresa?

O primeiro ponto a ser esclarecido é que a empresa não motiva os colaboradores. Motivação é algo intrínseco ao ser humano e, portanto, não pode ser desenvolvido.

Assim sendo, o papel da organização é identificar, através do funil de recrutamento, os comportamentos que demonstram a motivação do candidato. Selecionado e contratado o talento, a responsabilidade do setor de recursos humanos e promover um ambiente favorável à manutenção da motivação que já existe no colaborador, o que chamamos de motivação extrínseca.

Em resumo, os principais fatores que englobam a Motivação são: Estimulação, Ação e Esforço, Movimento e Persistência, e Recompensa. Sendo assim, pensando na motivação como fator em um processo de engajamento dos profissionais para atingirem objetivos, o ideal é que exista uma relação mútua entre a organização e colaborador.

A fim de que o colaborador tenha condições de atingir as suas metas pessoais e profissionais ao mesmo tempo em que contribui para que a empresa atinja seus objetivos, alcance sua visão e sua missão de futuro.

Cabe ao RH um olhar crítico, dentro da Gestão de Pessoas, sobre como manter os profissionais motivados, garantindo bons resultados e evidenciando o seu potencial de crescimento.

Desempenho, Potencial e Motivação: como identificar?

O desempenho de um profissional está relacionado a diversos fatores. Muitas vezes, estes fatores são analisados dentro de avaliações de metas ou de competências. Assim, esses métodos de avaliação focam em características comportamentais e técnicas (competências) dos profissionais e na capacidade dos mesmos de desempenharem tarefas em um período de tempo (metas).

Essa avaliação, mais tradicional, é capaz de identificar onde o profissional está se desempenhando bem, quais são os pontos positivos e quais são os pontos que deve desenvolver tanto nas suas atitudes quanto no seu conhecimento técnico e qualificação para realizar as tarefas exigidas por sua área.

Porém, para além disso, existem também outros dois importantes fatores que podem ser levados em conta em um processo global de Avaliação de Desempenho: o potencial deste profissional e a sua motivação.

ebook dados e produtividade

É possível correlacionar a motivação de um profissional e seus resultados?

Para analisar a motivação de um profissional, os fatores que englobam a dinâmica que impulsionam a mesma – Estimulação, Ação e Esforço, Movimento, Persistência e Recompensa – precisam ser considerados.

E isso se faz a partir de suas características de motivação intrínseca (o quanto as atividades realizadas estão gerando realização pessoal, quais as expectativas de carreira do profissional) ou extrínseca (reconhecimento do trabalho, recompensas, bônus, etc).

Dessa forma, essa análise pode servir como um complemento que justifique até mesmo resultados abaixo do esperado em uma avaliação de desempenho. Pois, quando um profissional trabalha desmotivado, não atinge o seu potencial e compromete de maneira significativa, o resultado do seu trabalho.

Um fator importante dentro dessa análise, é a continuidade da motivação em cada atividade realizada. Afinal, a motivação não é uma constante. Ou seja, pode variar de acordo com o momento no qual o profissional se encontra em sua vida pessoal e profissional.

Desta forma, Avaliações de Desempenho e Feedbacks contínuos tendem a evidenciar de maneira mais precisa. Quais são as lacunas motivacionais que podem estar impedindo o profissional de alcançar o seu potencial. A Matriz de Talentos e o PDI, a médio e longo prazo, também podem contribuir para o estímulo e desenvolvimento deste potencial.

E quais ações são necessárias para a manutenção da motivação?

Como já falamos aqui, apesar da motivação ser algo interno do sujeito, é possível criar um ambiente organizacional que seja favorável a manutenção e até ao aumento da motivação dos colaboradores. No entanto, não existe uma receita de bolo para isso.

Antes de mais nada, o setor de recursos humanos precisa conhecer o perfil de seus colaboradores, a cultura organizacional e até o negócio da empresa.

Dessa forma é possível propor ações que propiciem o aumento e manutenção da motivação no espaço de trabalho.

Importante deixar claro que toda ação é um investimento. Mas não necessariamente, um investimento financeiro, já que é possível criar situações simples no dia a dia que promovam em seus colaboradores o sentimento de pertencimento à organização e com isso o aumento da motivação.

Nesse sentido, separamos algumas dicas importantes:

1 – Estabeleça um ambiente propício ao diálogo e feedback

Essa é uma das ações que interferem na motivação de seus colaboradores sem gerar custo financeiro para a organização. E seu resultado é bastante promissor. Uma empresa que valoriza a comunicação assertiva e promove uma cultura de feedbacks constantes, contribui para o entendimento do papel de cada colaborador em seus processos.

Dessa forma, uma vez que seus colaboradores entendem o propósito de seu trabalho, se sentem mais motivados a alcançar os resultados.

2 – Invista no desenvolvimento de pessoas

Ações de desenvolvimento profissional podem contribuir de maneira significativa para o aumento da motivação de seus colaboradores. Afinal, eles se sentem confiantes em relação ao trabalho que desenvolvem.

Além disso, uma empresa que conta com plano de carreira, programas de treinamento e desenvolvimento, cria em seus colaboradores um vínculo de confiança em relação ao seu futuro profissional, tornando-os mais engajados e motivados.

3 – Considere uma cultura organizacional que valorize os 3 R’s

Respeito, recompensas e reconhecimento. Não basta investir em programas de capacitação, planos de carreira ou até mesmo no feedback, sem, no entanto, entender e reconhecer os esforços de seus colaboradores.

Portanto, invista em programas de reconhecimento e recompensas de acordo com as metas cumpridas.

E para estabelecer essas metas, utilize ferramentas específicas como contrato de metas e método SMART. Assim, fica fácil acompanhar o desenvolvimento de cada colaborador e entender quais ações valorizam os esforços de sua equipe.

4 – Promova avaliações de desempenho

As avaliações de desempenho são excelentes ferramentas que permitem ao setor de recursos humanos acompanhar os resultados dos colaboradores e entender onde é preciso intervir para garantir que eles performem com excelência.

Sendo assim, a partir de sua correta aplicação é possível entender em quais atividades seus colaboradores performam melhor e dessa forma identificar seus pontos fortes, seus pontos de melhoria e até quais são os fatores que interferem na motivação deles.

Concluindo

Em resumo, essas são algumas dicas que podem ajudar o setor de recursos humanos de sua empresa a criar um ambiente favorável à motivação de seus colaboradores.

Não se esqueça, no entanto, que motivação é algo volátil. Portanto, exige esforço e dedicação por parte da empresa e dos colaboradores, para se manter em alta.

Mas, certamente, o resultado de manter uma equipe motivada tem um resultado exponencial para a organização. Afinal, colaboradores motivados tendem a se comprometer com o resultado individual e coletivo. Trabalham melhor em equipe, abraçam os valores da organização e se empenham para o crescimento pessoal e da organização.

E se você precisa de ferramentas que te auxiliem nas avaliações e acompanhamento dos resultados de sua equipe, para entender onde intervir e criar um ambiente favorável à motivação, entre em contato conosco.

Com mais de 20 anos de experiência no desenvolvimento de ferramentas tecnológicas em Gestão de Pessoas, a SER tem se dedicado ao desenvolvimento do seu Setor de Customer Sucess, para oferecer aos seus clientes soluções personalizadas e atendimento humanizado e empático.

Mais que softwares de RH, a SER oferece transformação cultural através do acompanhamento das demandas da sua empresa. Dessa forma, pensando na melhor maneira de atender as necessidades do Setor de Recursos Humanos.

Ou seja, é a combinação da revolução tecnológica, à humanização de processos, respeitando a individualidade e a história de cada organização.

E se você gostou desse artigo, assine nossa Newsletter e receba diretamente eu seu e-mail o melhor conteúdo em Gestão de Pessoas.

Aproveite e compartilhe em suas redes sociais!

Compartilhar este Artigo

Ir ao Topo