O que esperar de um setor de RH inovador?

2021-02-18T12:49:31-02:0026 dezembro, 2017|Estratégia Corporativa, Tecnologia para RH|

A área de Recursos Humanos e a inovação têm sido duas parceiras inseparáveis quando o assunto é competitividade e sucesso. Isso porque, juntas, promovem um RH inovador, agregando valor à empresa, combinando fatores importantes como motivação, engajamento e produtividade.

RH 4.0, tecnologia aliada à sensibilidade humana. Esse é o novo tempo do setor de recursos humanos nas empresas.

A ideia é tirar o melhor proveito da tecnologia, para otimizar processos e facilitar o alcance de resultados.

Mas não basta investir e incorporar tecnologia nos processos.

Sobretudo, o que torna um RH inovador de verdade é saber automatizar processos e aproveitar a sensibilidade humana no desenvolvimento das atividades do setor.

É se preocupar com a otimização dos processos, sem no entanto, perder o olhar sobre as pessoas e suas necessidades.

Isso garante uma equipe comprometida com a missão da empresa. E disposta a construir resultados satisfatórios a curto, médio e longo prazo.

Diante desse cenário, o gestor de pessoas, precisa entender em que direção olhar, para tornar o setor de recursos humanos em um RH inovador!

Novas práticas e processos

Primordialmente, um RH inovador é a combinação da constante valorização do ser humano com uma série de fatores, tais como desenvolvimento de meios que estimulem criatividade, produtividade e engajamento das equipes.

A palavra em voga é mudança. Portanto, o RH que não estiver disposto a mudar pode ficar para trás. No entanto, para que tudo ocorra bem nos processos de transição, é preciso que as equipes compartilhem de uma mesma energia e que estejam dispostas a internalizar a inovação.

E isso só é possível a partir do investimento na mudança cultural da organização. Com certeza esse não é um processo simples. Afinal, investir em mudança cultural é investir em um novo mindset.

E para isso o setor de recursos humanos precisa estar preparado para os desafios que encontrará na formulação de novas práticas em Gestão de Pessoas.

Além disso, o RH inovador precisa estar aberto as mudanças do mercado de trabalho. Se manter rígido ou inflexível às novas tendências impedem que as ações sejam inovadoras.

Priorização do bem-estar

Existe uma mudança importante acontecendo no comportamento das organizações. Muito mais humanizada nos dias de hoje, a área de recursos humanos está atenta para tornar então, o cotidiano no ambiente de trabalho e o clima organizacional muito mais agradáveis.

Isso se deve ao fato de que equipes satisfeitas trabalham com mais qualidade, entusiasmo e entrega. Contrário aos ambientes tóxicos das companhias que submetem suas equipes a pressões e cobranças abusivas. Ou seja, prezar pelo bem-estar determina um ritmo mais leve e estimulante para se trabalhar.

Por isso, um RH inovador considera tão importante investir em ambientes criativos, com oxigenação de ideias, menos formalidade e mais liberdade produtiva. Aposta-se na comunicação eficiente em vez das fortes hierarquias, incentiva-se a exposição de ideias e críticas e utilizam-se todos esses pontos para gerar melhorias.

Importante ressaltar que um ambiente mais leve de cobranças não favorece a falta de resultados. Pelo contrário. Existem metas bem estabelecidas e programas de valorização por entrega de resultados.

O que muda é que ao invés de cobranças sem direcionamento e rigidez nos processos, entra a participação coletiva, comunicação eficiente e ambiente colaborativo.

Sem falar na diversidade. Uma empresa que investe na formação de uma equipe mais diversa e inclusiva, contribui para um ambiente mais participativo e motivador.

ebook gestão de desempenho

Atenção à produtividade

Acima de tudo, não é uma questão de espaço físico: a inovação tem a ver com a conexão existente entre as pessoas e os setores, como eles se comunicam e qual o seu fluxo de troca de informações.

Dessa forma, para tornar o RH inovador é preciso quebrar as barreiras que impedem e engessam a produtividade, dar credibilidade a novas parcerias e estabelecer uma rede de apoio dentro e fora da organização.

E lembre-se: produtividade não se restringe a quanto você produz, mas também diz respeito a quão eficaz é o que você produz. Não são as horas trabalhadas que importam. Mas as entregas eficientes realizadas.

É importante também que o RH inovador propicie em ambiente de autonomia. Quando o colaborador tem liberdade de adaptar as atividades à sua realidade, isso propicia um ambiente criativo e melhora a produtividade individual e coletiva.

Engajamento e comprometimento

Essa é uma função que frequentemente recai sobre a liderança. Isso porque é ela quem consegue puxar a equipe para trabalhar junto e entender a importância daquilo que se está desempenhando dentro da empresa.

É assim que o RH inovador não deixa que se percam os seus talentos: puxando-os para perto. Se você consegue engajar seu colaborador e fazê-lo se comprometer com os seus objetivos, você sabe como manter o valor entregue por essa pessoa e fortalecer o seu elo com a empresa.

Implantação de uma cultura de aprendizado

Inovação tem a ver com transformação dos conhecimentos. O RH inovador precisa estimular um cultura de aprendizagem na empresa. Para isso é importante motivar e valorizar aqueles que se desenvolvem e buscam novos conhecimentos.

Além de implantar programas de aprendizagem organizacional, como universidades corporativas, programas de treinamentos e estímulo a troca de conhecimentos entre os colaboradores.

Sem falar que o próprio setor de recursos humanos precisa estar atento as tendências em Gestão de Pessoas. Já que em um mundo VUCA, as mudanças são constantes e práticas que eram muito utilizadas a pouco tempo, foram substituídas por novas formas de pensar e fazer Gestão de Pessoas.

Relacionamento interno

O RH inovador precisa estar aberto ao relacionamento com os colaboradores. Para promover o engajamento de cada colaborador, é preciso que o gestor de pessoas conheça cada perfil e encontre a melhor maneira de trabalhar com cada um deles.

Nesse sentido, o RH inovador trabalha de portas abertas para receber os colaboradores e entender suas necessidades.

Dessa forma é possível promover ações de cuidado voltados para saúde física, mental e bem estar no trabalho. Por exemplo os programas de qualidade de vida e trabalho (QVT), que são capazes de criar um ambiente de confiança e motivação na equipe.

Além disso é preciso entender que as pessoas são diferentes, portanto, as necessidades são diferentes. Em outras palavras, quanto mais o setor de recursos humanos se empenha em encontrar soluções que alcancem pessoas diferentes, mais inovador se torna.

ebook gestão de desempenho

Diversificação dos modelos de trabalho

Um RH inovador precisa estar preparado para incorporar na rotina da empresa, novas formas de trabalhar. O trabalho remoto, ou home office por exemplo, estabelece a troca das horas trabalhadas pelos cumprimentos de metas definidas.

Sem falar na qualidade de vida e motivação. Conciliar as atividades laborais com as questões pessoais, propiciam mais tempo para cuidar da saúde e menos tempo no trânsito por exemplo.

O RH inovador precisa ser o apoiador máximo de questões como essas, que podem esbarrar no conservadorismo da liderança. O importante é que ele sempre busque soluções que permitam a aderência à novas formas de trabalho, sem, no entanto, criar constrangimentos entre lideranças e liderados.

O RH inovador e os benefícios para as companhias

Essa inovação significa a conquista de um novo posicionamento das empresas, que passam a estabelecer parcerias com cada uma das pessoas que as compõem.

O RH inovador propicia um ambiente de resultados. Através do incentivo de participação dos colaboradores na formulação de estratégias e compartilhamento de ideias. Já que ele deve ser um profundo conhecedor do negócio da organização.

Isso porque o RH inovador vai além da preocupação com processos. Ele transforma cada colaborador em parceiro do negócio. E com isso garante o comprometimento da equipe com os resultados da organização.

Além disso promove o desenvolvimento das lideranças, uma vez que essas são peças fundamentais na multiplicação dos conhecimentos e envolvimento de suas equipes nas mudanças.

O resultado são equipes altamente engajadas, criativas, dinâmicas e entusiasmadas. Essa é a transição para um mercado muito mais humanizado, onde bem-estar, produtividade, engajamento e comprometimento andam juntos.

E claro, uma empresa tecnologicamente desenvolvida. Já que como falamos no início, o RH 4.0 ou RH Inovador, é a somatória dos avanços tecnológicos disponíveis e da capacidade de pensamento crítico e sensível do capital intelectual da empresa.

Concluindo

O RH inovador mantém seus olhos no futuro. Ele atua buscando se antecipar as necessidades do mercado, da organização e dos colaboradores, sem, no entanto, deixar de participar do presente.

Em suma, juntando todos os benefícios para os colaboradores e para a empresa, o RH inovador promove o employer branding e aumenta a competitividade de sua empresa no mercado. Isso resulta em crescimento e longevidade para seu negócio.

Quer transformar seu setor de recursos humanos em um RH inovador, mas ainda não sabe por onde começar? Entre em contato conosco. Com mais de vinte anos de experiência na formulação de ferramentas estratégicas para Gestão de Pessoas, os consultores da SER podem te apresentar as melhores soluções para te auxiliar nessa empreitada.

Por fim, se você gostou do nosso conteúdo, compartilhe em suas redes sociais e aproveite para assinar nossa newsletter. Assim você recebe direto em seu e-mail os melhores conteúdos em Gestão de Pessoas.

Compartilhar este Artigo

Deixar um comentário

Ir ao Topo