Aprenda como lidar com um funcionário desmotivado na sua empresa

2019-05-14T14:22:28-02:003 agosto, 2018|Gestão de Pessoas|

O funcionário desmotivado pode ser uma realidade na sua empresa, ele é pouco entusiasmado, envolvido e produtivo. A grande dúvida é: como lidar com ele?

Todos querem profissionais talentosos, íntegros e motivados para entregar grandes resultados à empresa, mas isso nem sempre é realidade. Se em sua organização há um funcionário desmotivado, você entende o peso e a necessidade latente de mudança.

Muitos gestores logo pensam em desligar o colaborador, mas essa não deve ser a primeira opção e muito menos uma prática recorrente, afinal, a elevada rotatividade gera muitos prejuízos ao negócio. Quer saber o que fazer? Confira nossas dicas!

Algumas práticas acabam destruindo a vontade de trabalhar
Veja se você está fazendo errado e como pode melhorar!

cta_baixe_ebook_gratis_azul

Entenda a razão da desmotivação

O que tem gerado a desmotivação do profissional? Faça essa pergunta a si próprio! São conflitos interpessoais? Problemas familiares? Desinteresse pelo emprego? As possibilidades são diversas e, ao entender a causa-raiz, poderá agir eficazmente.

Como não dá para ficar somente na suposição, o mais indicado é conversar com o funcionário desmotivado. Diga que tem notado um envolvimento decrescente de sua parte e estimule-o a explicar o que tem acontecido. Assim, entenderá melhor o caso.

Analise os principais induzimentos

Quais são os atuais induzimentos oferecidos a esse colaborador? Salário, comissão e premiação? Um bom pacote de induzimentos é crucial à motivação, então, atente-se a esse ponto também. Lembre-se de que nem todo induzimento gera custos à empresa.

Há muitas formas de beneficiar um funcionário com custo zero ou baixíssimo. Que tal oferecer uma vaga exclusiva na garagem? Um almoço com acompanhante ou um dia de folga remunerado? Isso, claro, deve estar associado ao desempenho apresentado.

Ofereça um feedback objetivo e franco

Há situações em que o próprio funcionário não percebe que seu desempenho está abaixo do padrão e que apresenta fortes indícios de desmotivação. Por essa razão, o feedback também pode ser um grande aliado. Converse com o colaborador!

Não pegue o funcionário desprevenido. Explique que quer conversar com ele, agende uma data e horário específico. Na reunião, equilibre críticas construtivas e elogios, seja objetivo acerca do que está acontecendo e em quais pontos deseja ver progresso.

Estabeleça novas metas em equipe

Se você já ouviu o funcionário e até gerou algum feedback adequado, é certo que ele entende que apresenta uma postura desmotivada. Agora, é hora de estabelecer metas para mudar o estado atual e apresentar um desempenho mais satisfatório no futuro.

Crie metas no formato SMART com o funcionário. Questione-o acerca de onde deseja chegar dentro da empresa e trace um caminho para esse progresso. Claro, as metas estabelecidas também deverão beneficiar o negócio e os colegas de trabalho.

Algumas práticas acabam destruindo a vontade de trabalhar
Veja se você está fazendo errado e como pode melhorar!

cta_baixe_ebook_gratis_azul

Faça o desligamento do colaborador

Se tentou os passos anterior e nada deu certo, é hora de recorrer ao desligamento. Há um antigo provérbio que diz “basta uma maçã podre para estragar toda a cesta”. Em parte, isso é verdadeiro, afinal, funcionários desmotivados frustram toda a equipe.

Uma ótima dica é: no desligamento, faça uma nova entrevista com o profissional. Mais uma vez, busque entender o que aconteceu de errado para que isso não volte a acontecer no futuro. Assim, o RH e toda a organização poderá aprender e crescer.

Como você pôde observar, lidar com um funcionário desmotivado demanda bastante cautela e objetividade. É preciso entender o que está acontecendo e agir na raiz do problema. Para tanto, não deixe de analisar os principais induzimentos, conversar com os funcionários, oferecer bons feedbacks e estabelecer metas em equipe.

Agora você está por dentro do assunto e entende como lidar com um funcionário desmotivado, correto? Aproveite para continuar aprendendo. Leia nosso outro artigo sobre motivação profissional e como a falta de realização pessoal pode afetá-la!