Entenda como mostrar o valor do RH para gestores

2019-06-12T16:11:25-03:005 junho, 2017|Estratégia Corporativa, Talent Management|

Você conhece bem o valor do RH para o funcionamento da empresa? Saiba como demonstrá-lo para seus gestores.

O departamento de Recursos Humanos por muito tempo foi considerado como algo quase “à parte” do resto da empresa. Primeiro, sua atuação era voltada para o operacional, focando em contratação, desligamento, pagamentos etc. Em seguida, passou a ser uma área de dados subjetivos, que não combina com o meio empresarial. Mesmo que seja difícil quebrar essas imagens, já é possível ver o valor do RH para a lucratividade da empresa.

Se você trabalha nesse setor, deve saber o quanto é difícil provar essa relevância para alguns gestores. Muitos não veem os negócios na mesma perspectiva e acabam perdendo de vista a relação dos Recursos Humanos com o desempenho geral da empresa. Por isso você deve reunir as métricas e dados necessários para apresentar seus resultados.

Aprenda como melhorar o Processos de Gestão de Pessoas
na sua empresa com as melhores práticas!

eBook SER | Gestão de Pessoas - Um guia sobre Gestão de Pessoas nas Empresas

Veja aqui 4 pontos que você pode usar para provar o valor do RH para o resto da empresa:

1. Aquisição e retenção de talentos

As funções principais do setor de Recursos Humanos são encontrar novos colaboradores para a empresa e nutrir os já presentes. Para isso, eles buscam os profissionais mais talentosos, aqueles que possuem um desempenho acima da média com o mesmo nível de treinamento.

Para conseguir atrair e reter talentos, a empresa precisa promover uma série de medidas internas, que costumam ser coordenadas pelo time de RH. Avaliações de desempenho, testes, melhores condições de trabalho, motivação, entre outras coisas, são alguns dos principais meios de atuação desse setor.

2. Taxa de rotatividade

Algo que reflete bastante o valor do RH em uma empresa é o índice de rotatividade — ou turnover — da empresa. Essa taxa ilustra a frequência com a qual a equipe muda, havendo a saída de um colaborador e a entrada de um novo.

Quando o RH é bem alinhado com os demais setores, essa taxa tende a cair bastante, já que a equipe se mantém produtiva, as condições de trabalho são favoráveis e cada profissional se sente motivado, tanto pela sua função atual quanto pelas futuras oportunidades dentro da empresa.

3. Índice de satisfação dos colaboradores

Como já mencionamos, a satisfação da equipe também é uma métrica considerável, mesmo que pareça muito subjetiva. Por isso o setor de RH deve fazer pesquisas regularmente para avaliar o quanto as equipes estão engajadas em suas funções e como a empresa pode atuar para melhorar esse engajamento.

Não é necessário entrevistar cada colaborador individualmente. Basta criar uma plataforma para que todos respondam a um questionário tanto de forma objetiva (notas, opções) quanto subjetivas (texto). E, principalmente, as respostas devem ser anônimas. A maioria dos profissionais não diria abertamente a seus gestores que está insatisfeita.

Aprenda como melhorar o Processos de Gestão de Pessoas
na sua empresa com as melhores práticas!

eBook SER | Gestão de Pessoas - Um guia sobre Gestão de Pessoas nas Empresas

4. Nível de capacitação das equipes

Outro trabalho que demonstra o valor do RH é o treinamento. Mesmo que cada setor possua demandas específicas de capacitação, a empresa como um todo também necessita que cada colaborador tenha certas capacidades. Um setor de Recursos Humanos bem estruturado é o melhor para transmitir treinamentos e capacitações internas para qualquer equipe.

Com essas dicas, você já deve conseguir demonstrar para seus gestores o valor do RH em uma empresa. Para continuar recebendo mais informações, siga-nos no Facebook e no LinkedIn e fique sempre por dentro de nossas novidades.

Leave A Comment