Entenda como usar pesquisa de clima para promover mudanças

A pesquisa de clima é uma ferramenta de investigação capaz de ajudar o setor de recursos humanos a propor mudanças de impacto para o resultado do negócio. Acompanhe com a gente esse artigo para entender melhor esse assunto.

Toda organização trabalha em prol de resultados. No entanto, para gerar resultados, é preciso que seus colaboradores estejam alinhados aos valores, metas e objetivos da organização. No entanto, somente esse alinhamento não possibilita resultados promissores. O ambiente de trabalho precisa ser inspirador.

Os especialistas garantem: passamos mais tempo no ambiente de trabalho que nas nossas casas ou em meio a amigos e familiares.

Mesmo com o crescimento do trabalho remoto e as mudanças sofridas pelo mercado de trabalho, essa continua sendo a realidade do trabalho.

Nesse sentido, fazer a gestão do clima organizacional é uma tarefa que exige do setor de recursos humanos dedicação e sensibilidade. Afinal, é preciso criar dentro das organizações um espaço de trabalho que gere resultados significativos para a organização. No entanto, sem deixar de lado a importância desse ambiente ser acolhedor e propiciador de crescimento humano e profissional.

Nós já trouxemos aqui artigos que reforçam essa temática e falam não somente da gestão do clima, mas da importância das relações humanas dentro das empresas.

No artigo de hoje, queremos falar um pouco mais da importância de fazer uma boa gestão do clima organizacional. Assim, te mostrar as possibilidades de transformar sua empresa através dessa gestão. Quer saber como? Vem com a gente!

Pesquisa de clima: uma ferramenta de transformação

Certamente, uma das melhores e mais conhecidas ferramentas de gestão de clima é a pesquisa de clima. Criada na década de 70, a pesquisa de clima é uma evolução de diversos debates sobre o trabalho que surgiram desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

Com o intuito de estudar a forma como os sujeitos se relacionavam, várias pesquisas e debates, principalmente sobre o ambiente de trabalho foram tomando o interesse de diversos psicólogos sociais.

Dessa forma, entre as décadas de 60 e 70, esses estudos mostraram a importância do ambiente de trabalho para a saúde física e mental do trabalhador, e o impacto desse ambiente na sua produtividade.

A pesquisa de clima parte do princípio de investigar como o colaborador enxerga seu ambiente de trabalho e de que forma este impacta seu engajamento e sentimento de pertencimento à organização.

Em resumo, ela pode ser considerada uma ferramenta de transformação. Através dos dados levantados nessa pesquisa, que o RH irá propor e implantar ações de mudança para um ambiente de trabalho favorável à inovação, colaboração, criatividade e crescimento.

Conhecer para mudar

Talvez um dos maiores erros dentro das organizações é acreditar que aplicar uma pesquisa de clima seja o suficiente para fazer a gestão do clima organizacional.

A pesquisa de clima é uma ferramenta. E como toda ferramenta, não é capaz de gerar mudanças sozinha.

Inclusive é muito importante entender que sua aplicação desperta nos colaboradores a expectativa de mudança e quando ela não ocorre, o efeito pode ser devastador.

Implantar uma pesquisa de clima sugere que a empresa se importa em saber qual a opinião de seus colaboradores a respeito de seus processos e ambiente de trabalho. Já que a partir dela, a empresa amplia a visão dos gestores sobre situações que podem prejudicar o clima de trabalho. Mas muitas vezes, só são de conhecimentos dos colaboradores envolvidos nos processos.

É um conhecimento necessário para a boa gestão do clima e principalmente para a gestão das pessoas da organização.

No entanto, para que esse conhecimento gere as mudanças necessárias, o setor de recursos humanos precisa se comprometer a propor e implantar essas mudanças, mesmo diante dos desafios. E eles são imensos!

Vencendo os desafios da Gestão de Clima organizacional

Aplicar a pesquisa de clima, propor ações e implementar mudanças, fazem parte de um outro processo muito importante na administração de uma empresa: a gestão da cultura organizacional.

Muitas vezes, as situações encontradas na pesquisa de clima, exigirão do setor de recursos humanos ações de mudança cultural.

No entanto, é preciso entender as resistências que existem nesse processo e se preparar para vencê-los. Aqui cabe ao setor de recursos humanos disponibilizar para os gestores e colaboradores canais de comunicação assertivos, que tragam esclarecimentos sobre todo o processo de mudança.

Afinal, pesquisa de clima, mudança e gestão cultural geram impactos enormes no vínculo de confiança que existe entre colaboradores e empresa. A falta de informações pode provocar uma ruptura dessa confiança, tornando o processo mais difícil e aumentando as resistências.

Portanto, para que a pesquisa de clima cumpra seu papel de auxiliar o setor de recursos humanos a entender e colocar em prática as ações necessárias à promoção de um bom relacionamento interpessoal, transparência é a palavra-chave.

Vá mais fundo e gere mais mudanças positivas

Outro ponto importante de ser ressaltado é que algumas situações exigem maior empenho do setor de recursos humanos.

As vantagens de gerir o clima organizacional só podem ser sentidas quando o esforço de mudança é conjunto. Além disso, busca conhecer cada vez mais de perto quais são os pontos críticos das relações humanas.

Algumas vezes será preciso extrapolar a pesquisa de clima para tentar entender de que forma essas relações produzem ou não resultados positivos para a organização.

Dessa forma, sempre que necessário, busque entender melhor as situações apontadas na pesquisa de clima. Caso necessário, lance mão de outras ferramentas complementares para isso.

O mais importante é entender que não basta oferecer um canal de escuta. É preciso garantir que o RH irá se empenhar na busca de soluções e mudanças que impactem de forma positiva o ambiente organizacional.

Em suma, produzir mudanças positivas nos resultados do negócio, utilizando a pesquisa de clima é uma estratégia de crescimento que traz consigo inúmeras vantagens.

Entre elas, o fortalecimento do vínculo entre empresa e colaborador, o sentimento de pertencimento e engajamento dos colaboradores. Além do maior conhecimento das relações humanas por parte do RH.

A partir disso é possível gerir a cultura organizacional e até promover mudanças, que coloquem sua empresa em destaque e favoreçam seu crescimento financeiro sustentável.

Concluindo

Agora você já sabe a importância da pesquisa de clima e seu impacto na Gestão de Pessoas, e na promoção de mudanças positivas para a organização. E se você gostou do nosso conteúdo, compartilha em suas redes sociais.

Sua empresa precisa de ajuda para implementar ferramentas de pesquisa e gestão de clima? Entre em contato conosco! A equipe da SER está preparada para te auxiliar na escolha das melhores ferramentas em Gestão de Pessoas de forma a transformar seu setor de Recursos Humanos e trazer resultados exponenciais para sua empresa.

Aproveita e assine nossa Newsletter e receba diretamente em seu e-mail os melhores conteúdos em Gestão de Pessoas.

Compartilhar este Artigo

Deixar um comentário

Ir ao Topo