Conheça métodos para avaliar um funcionário na empresa

Não há dúvidas sobre a importância de avaliar com periodicidade os colaboradores de uma empresa. Afinal, só assim é possível identificar aspectos a serem aprimorados, outros trabalhados e incentivar cada integrante da equipe, orientando quanto a treinamentos e outras ações do RH. Mas como avaliar um funcionário de maneira eficaz?

Ainda que esteja claro que as avaliações são imprescindíveis, resta a dúvida de qual o melhor método a ser utilizado para obter maior eficiência e evitar erros.

Por isso, separamos neste artigo diferentes tipos de avaliação, destacando quais benefícios e informações  gerar para o gestor. Vamos a eles:

Avaliação pelo superior (180º)

Trata-se de um dos métodos mais tradicionais usados para avaliar um funcionário. Nesse modelo, os superiores analisam os colaboradores.

A vantagem dessa fórmula é que, por se tratar apenas de um avaliador, padronizam os critérios e retratam aspectos importantes de acordo com o superior direto do funcionário.

Entretanto, está suscetível a fraquezas, já que a precisão da avaliação depende da relação entre avaliado e avaliador, além de fornecer uma perspectiva subjetiva e limitada.

Autoavaliação

Esse método pede ao próprio colaborador que se avalie. Por um lado, a autoavaliação pode ser benéfica ao incentivar o funcionário a realizar uma autorreflexão, identificando seus pontos fortes e fracos e suas próprias competências.

Sob outro ponto de vista, essa maneira de avaliar exige do funcionário um discernimento acurado sobre seu perfil profissional e, assim como o método anterior, também está atrelado a apenas uma perspectiva, que pode ser equivocada.

Avaliação 360º

Em relação aos anteriores, trata-se do método mais completo, já que busca diversas perspectivas a respeito do mesmo colaborador. Nesse modelo, todos os envolvidos avaliam e passam por avaliações, ao mesmo tempo.

Permitir que os subordinados avaliem seus superiores, é uma das grandes vantagens dessa abordagem. No entanto, esse tipo de avaliação exige do time uma boa relação interpessoal e maturidade para lidar com as críticas.

ebook avaliação de desempenho

Para garantir a eficácia do método, uma opção aconselhável é que realizem as avaliações de forma anônima.

Avaliação por competências

Mais atual que os métodos anteriores, esse modelo se baseia nas competências do colaborador. Estas, nesse caso, formam-se pela integração de Conhecimentos, Habilidades e Atitudes. Esses três parâmetros definem quais as reais competências de um funcionário.

Dessa forma, nesse processo incentiva o funcionário a entender quais competências aplicam em suas funções e como elas aprimoram-se para um melhor desempenho.

As competências se separam em Comportamentais e Técnicas, respectivamente ligadas ao trabalho em equipe, como proatividade; e relacionadas às atividades específicas da função, como capacidade de manusear uma máquina.

Saber avaliar com precisão os colaboradores é fundamental para a execução de uma gestão estratégica que dê resultados, uma vez que isso só é possível conhecendo as potencialidades e dificuldades de cada equipe

Um bom gestor está sempre buscando maneiras mais eficientes de gerir seus colaboradores para alcançar resultados. Saber como avaliar um funcionário está entre seus maiores desafios, principalmente por conta do grande volume de informações a ser analisado. Mas tudo poderá ser superado e feito a contanto a partir de ferramentas eficazes para o desenvolvimento desse trabalho.

Você já usou alguns métodos disponíveis e suas características específicas? Gostou desse post sobre como avaliar um funcionário? Compartilhe em suas redes e ajude outros gestores!

2 Comentários

  1. Axel 4 de junho de 2020 em 01:36- Responder

    Olá, bom artigo, mas tenho uma dúvida. Os funcionários pode se recusar a realizar qualquer tipo de avaliação?
    Até onde conheço, o colaborador não é obrigado.

    Abraços.

    • Vitor 5 de junho de 2020 em 11:47- Responder

      Olá Axel, tudo bem?

      Agradeço muito por sua pergunta e existem duas respostas, a jurídica e a de gestão.

      Na Jurídica não há nada que impeça a empresa a obrigar que seus colaboradores avaliem outros colaboradores, desde que, com exceção do líder direto, seja garantido o sigilo sobre sua identidade e preservando qualquer penalização ou perseguição. A empresa pode até implicar ao colaborador uma advertência caso este insista em não avaliar.
      A de Gestão de Pessoas é que caso o colaborador mesmo com a garantia do sigilo se sinta desconfortável em avaliar, este não deve ser obrigado.

      Abraços!

Deixar um comentário

Ir ao Topo